A Philips anunciou na segunda-feira um programa de reciclagem de produtos eletroeletrônicos no Brasil, com a meta de reciclar 200 toneladas de lixo eletrônico apenas em produtos da companhia em 2010. Chamado de ¿Ciclo Sustentável¿, o programa já estava em teste em Manaus (AM) desde janeiro de 2009.

De acordo com Marcio Silva, gerente de atendimento ao consumidor da Philips, o programa de reciclagem começou a ser avaliado em 2008. Após um ano de testes em Manaus e um projeto-piloto com algumas assistências técnicas autorizadas em São Paulo, somente no início de 2010 foram recicladas 12 toneladas de lixo eletrônico.

O programa de reciclagem entra em funcionamento pelos diversos meios de contato com o consumidor da Philips (suporte via site, telefone 0800 e e-mail). Hoje são 40 pontos de coleta em 25 centros urbanos do país, e o programa vale apenas para produtos da Philips. ¿Existe ainda um serviço opcional de coleta residencial¿, afirmou Silva. Essa coleta residencial terá uma taxa de R$ 40.

Os produtos que podem ser reciclados são todos os eletroeletrônicos e eletroportáteis das marcas Philips e Walita, de fornos elétricos a fones de ouvido, passando pelos televisores. ¿Temos potencial para coleta, transporte e reciclagem de 200 toneladas de equipamentos neste ano¿, disse Silva. Segundo a fabricante holandesa, todo o programa atende a requisitos de legislação ambiental e pode ser expandido em breve para outros locais e até mesmo outras linhas de produtos da Philips. ¿Sustentabilidade pode ser um novo critério na decisão de compra de um eletrônico¿, explicou o gerente.

De acordo com Marcos Bicudo, presidente da Philips no Brasil, a companhia tem a meta de aumentar a eficiência energética das suas operações em 25% e espera ter 30% do seu faturamento até 2012 vindo de ¿produtos verdes¿. Ele comparou o consumo de energia de um televisor LCD: em 2005, um equipamento desses consumia 155 watts, sua embalagem pesava 4 kg e eram usados 34 kg de materiais em sua fabricação. Hoje, um modelo similar consome menos de 71 watts, sua embalagem pesa 2 kg e são utilizados apenas 10 kg de materiais para sua fabricação.

Os principais estados com o programa de reciclagem são (Rio Grande do Sul, Paraná, São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Distrito Federal, Mato Grosso do Sul, Goiás, Bahia, Alagoas, Pernambuco, Paraíba, Ceará, Rio Grande do Norte, Piauí, Maranhão, Pará, entre outros.

(Terra Tecnologia)