Atenção gordinhos que adoram açúcar, sal e gordura (e quem não gosta?): Esses produtos podem viciar. Ao menos é o que afirma o livro “The end of overeating: taking control of our insatiable appetite” (“O fim da alimentação excessiva: assumindo o controle de nosso apetite insaciável”, em tradução livre), escrito por David Kessler, ex-funcionário da FDA (Food and Drug Administration, órgão norte-americano que faz o controle governamental dos alimentos).

Kessler sempre foi gordo e não entendia o porquê. Ao observar o crescimento alarmante dos índices de obesidade pelo mundo, resolveu pesquisar mais a fundo o assunto e, através de várias entrevistas, chegou à conclusão de que os “vilões” são o açúcar, o sal e a gordura (e os alimentos que os contêm, claro). O consumo desses alimentos cria uma espécie de “vício”, que faz com que as pessoas queiram comer cada vez mais, independente de estarem satisfeitas.

Segundo ele, açúcar, gordura e sal causam compulsão alimentar porque estimulam neurônios a liberar dopamina, um neurotransmissor que aumenta a vontade de comer. A indústria de alimentos, sabendo disso, busca encontrar “fórmulas” que equilibrem as quantidades certas desses produtos para estimular as pessoas a comer cada vez mais.

Kessler usa como exemplo o frango frito da rede de lanchonetes KFC (Kentucky Fried Chicken), que também possui lojas no Brasil. Segundo entrevistas que ele fez, com o passar do tempo a porção de carne foi diminuindo ao mesmo tempo em que os produtos que estimulam a compulsão alimentar foram aumentando. Ele afirma ainda que praticamente todas as redes de fast food usam desse subterfúgio, elaborando lanches que não exigem muita mastigação (já que, quanto mais se mastiga, mais o cérebro entende que o corpo estará satisfeito em breve).

Além disso, Kessler também indica como responsável pela obesidade a diversidade cada vez maior de sabores e combinações dentro de um mesmo produto. Cita como exemplo as centenas de combinações de sorvetes, biscoitos, chocolates, etc. E o cérebro não “enjoa” disso tudo porque a combinação de sal, açúcar e gordura não gera no organismo a sensação de “cansaço” pelo excesso de estímulos.

Vale registrar que o livro de Kessler foi escrito com base em entrevistas feitas com funcionários da indústria de alimentos e utilizando informações científicas de pesquisas variadas, não sendo resultado de análises específicas.

(Papodegordo.com.br)

Anúncios