BRASÍLIA – O Tribunal Regional Eleitoral do Distrito Federal (TRE-DF) decidiu há pouco cassar o mandato do governador licenciado José Roberto Arruda.

A votação estava em 3 votos a 3 e foi desempatada pelo presidente da sessão de julgamento, desembargador Lecir Manoel da Luz, que seguiu o voto do relator, desembargador Mário Machado.

O Tribunal rejeitou o argumento da defesa, de que Arruda deixou o partido por sofrer discriminação pessoal.

Segundo o relator, não houve tratamento discriminatório por parte do Democratas que justificasse a desfiliação do governador. Ainda cabe recurso da decisão ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

(Agência Brasil)