Em Quixadá, a solenidade será às 9 horas, no canteiro de obras, Avenida Juscelino Kubitschek, s/n, centro. Em Tianguá, a solenidade está marcada para as 19 horas. No sábado, 20, às 20h30min, o governador e o secretário assinarão a ordem de serviço da policlínica de Crateús, além de darem início também as obras do CEO Regional em Crateús.

As policlínicas e os CEOs, unidades regionais, são obras do Programa de Expansão e Melhoria da Assistência Especializada à Saúde no Estado do Ceará, desenvolvido pela Secretaria da Saúde. Com as novas unidades, o objetivo é ampliar o acesso aos serviços especializados de saúde na própria região onde as pessoas moram, evitando transferências para a capital. Nas policlínicas de Quixadá, Tianguá e Crateús, classificadas de tipo dois, a população das microrregiões terá acesso a 13 especialidades, incluindo neurologia.

Nas três policlínicas regionais, além de recursos do Tesouro do Estado, há investimentos do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). O Governo do Estado participa com 33% dos recursos e o BID financia 67%. Nas obras da policlínica regional de Quixadá o investimento é de R$ 5.998.700,79. Em Tianguá, R$ 6.195.000,00. Na policlínica regional de Crateús o valor é de R$ 6.046.370,30. Nas obras do CEO de Crateús está sendo investido mais de 1 milhão – R$ 1.187.500,27. Cinco CEOs regionais estão concluídos – Ubajara, Juazeiro do Norte, Acaraú, Russas e Baturité.

Já existem policlínicas regionais sendo construídas em Acaraú, Aracati, Baturité, Brejo Santo, Camocim, Campos Sales, Canindé, Icó, Itapipoca, Pacajus, Russas, Tauá. Como unidades regionais, nas policlínicas está garantida assistência aos moradores de todos os municípios que integram as microrregiões. No caso da policlínica regional de Quixadá, o atendimento é para os 288 mil habitantes da microrregião, formada, além de Quixadá, pelos municípios de Banabuiú, Choró, Ibaretama, Milhã, Pedra Branca, Solonópole, Senador Pompeu, Quixeramobim e Ibicuitinga. Na policlínica de Tianguá o acolhimento e atendimento especializado será para os 281 mil habitantes de Croatá, Carnaubal, Guaraciaba do Norte, Ibiapina, São Benedito, Ubajara, Viçosa do Ceará, incluindo Tianguá. Em Crateús, a policlínica regional dará acesso a serviços de saúde aos 291 mil habitantes da microrregião de Ararendá, Ipaporanga, Independência, Ipueiras, Monsenhor Tabosa, Nova Russas, Novo Orienta, Poranga, Tamboril e Quiterianópolis.

Por mês, cada policlínica regional realizará 4.488 consultas, 4.400 exames e 2.992 outros atendimentos especializados. A população terá acesso, sem sair da região ao contrário do que acontece hoje, a 13 especialidades: neurologia, endocrinologia, angiologia, clínica médica, cirurgia, gineco-obstetrícia, traumato-ortopedia, cardiologia, gastroenterologia, mastologia, otorrinolaringologia, ofalmotologia e urologia.

(Por Assessoria de Imprensa da Sesa – Portal Vermelho)