Calor é a palavra da vez em Fortaleza e outras regiões do Estado, ao contrário do que ocorrera em 2009, enquanto suplicava-se pelo término das excedidas chuvas. Para piorar, nessa época do ano, os ventos ficam mais fracos no Ceará, o que faz com que a sensação térmica seja mais alta.

A exemplo: temperaturas de até 40ºC registradas em Jaguaribe, Morada Nova, Quixeramobim e Crateús. Em Fortaleza, a máxima deste ano chegou aos 34ºC.

“O corpo já tem uma temperatura interna e o calor externo acaba aumentando a sensação térmica. Se o ambiente está fazendo 40 graus, a temperatura do corpo eleva esta sensação para 42 graus”, afirma João Franzen, especialista da Universidade Federal Fluminense (UFF).

MAIOR REGISTRO
40º – Jaguaribe
38º – Morada Nova, Quixeramobim, Crateús
37º – Jaguaruana, Acaraú


MENOR REGISTRO
20º – Tauá e Campos Sales
Fonte: Funceme

Fenômeno eleva até 3ºC a temperatura no Ceará

De volta após três anos no Ceará, o fenômeno El Niño influencia e eleva em até 3ºC a temperatura no Estado. O fenômeno é caracterizado pelo aquecimento das águas do Oceano Pacífico Equatorial, afetando principalmente a região Norte e Nordeste do Brasil, que se situam abaixo da Linha do Equador.

Segundo o meteorologista da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídrico (Funceme), Paulo Barbieri, era previsto que as temperaturas aumentassem com o El Niño, contuto não se esperava uma elevação tão preocupante como a que estamos presenciando. “[Esse aumento] se deve muito à falta de chuvas que estamos tendo nesse período”, disse o meteorologista. Sem chuvas, a atmosfera fica sem nuvens, aumentando a irradiação de raios solares.

RAIO-X DOS AÇUDES
Açude / Município – Volume em % do reservatório

  • MARTINÓPOLE Martinópole – 59.95%
  • S. MARIA DE ARACAT. Sobral – 59.71%
  • SÃO VICENTE Santana do Acaraú – 59.39%
  • RIACHÃO Itaitinga – 59.26%
  • POTIRETAMA Potiretama – 58.6%
  • CURRAL VELHO Morada Nova – 58.25%
  • FAÉ Quixelô – 57.72%
  • SALÃO Canindé – 55.77%
  • TRAPIÁ I Caridade – 55.36%
  • PATOS Sobral – 53.73%
  • PACOTI Horizonte – 53.48%
  • FAVELAS Tauá – 52.87%
  • PIRABIBU Quixeramobim – 52.79%
  • LIMA CAMPOS Icó – 52.76%
  • DO CORONEL Antonina do Norte – 52.75%
  • MANOEL BALBINO Juazeiro do Norte – 51.92%
  • CUPIM Independência – 50.07%
  • POÇO VERDE Itapipoca – 49.16%
  • QUANDÚ Itapipoca – 48.16%
  • TIGRE Solonópole – 47.66%
  • ITAÚNA Chaval – 46.84%
  • MADEIRO Pereiro – 46.18%
  • DESTERRO Caridade – 43%
  • POÇO DA PEDRA Campos Sales – 38.5%
  • QUIXABINHA Mauriti – 30.35%
  • CEDRO Quixadá – 28.13%

Nº de açudes acompanhados pela Cogerh/Funceme: 117
Nº de açudes com capacidade inferior a 60% de reservatório: 26
Dados extraídos às10:04 de 10/3/2010

A previsão climática para o trimestre março, abril e maio de 2010 segue a mesma dos meses iniciais e indica chuvas na categoria abaixo da média histórica no Nordeste do Brasil, de acordo com o INMET.

(Portal Verdes Mares)

Anúncios