O vice-governador do Ceará, Francisco Pinheiro (PT), roubou a cena durante a solenidade de posse da nova diretoria do Centro Industrial do Ceara (CIC) ocorrida nesta noite de quinta-feira, 25, no auditório da Federação das Indústrias do Estado (Fiec).

Ao fazer discurso encerrando o ato, com elogios à primeira mulher a assumir a presidência da entidade, em seus 90 anos, Pinheiro acabou elogiando também a postura política do senador tucano Tasso Jereissati, um dos mais duros opositores do Governo Lula e da administração petista de Fortaleza.

“Eu queria parabenizar o senador Tasso Jereissati pela sua postura que tem sido extremamente vigilante como nós fomos quando estávamos na oposição”, disse Pinheiro, deixando a plateia formada por empresários e lideranças de entidades da área econômica surpresa.

O vice-governador destacou que Tasso tem sido vigilante e que isso contribuiu com o fazer de uma boa oposição na presença de companheiros seus como a prefeita de Fortaleza, Luizianne Lins (PT). Também ficaram surpresos os três ex-governadores presentes: Adauto Bezerra, Lúcio Alcântara e Tasso Jereissati que, nesta semana, já havia sido destacados pelo governador Cid Gomes (PSB). Durante entrevista, ao visitar obras do rio Maranguapinho, Cid definiu o tucano como “o maior político vivo do Ceará”.

A fala do vice-governador teve repercussão após o ato, durante o coquetel, onde parlamentares do PT, PDT e até dirigentes empresariais chegaram a brincar. O ex-governador e presidente regional do PR, Lúcio Alcântara, disse que o vice-governador acabou dando a senha de que continuará no cargo.

Alguns disseram que Pinheiro havia incorporado o espírito do governador Cid Gomes (PSB), ausente ao ato porque estava em Sobral assinando ordem de serviço do futuro Hospital Regional da Zona Norte.

Contexto –  O vice-governador fez discurso enaltecendo ainda avanços do Governo Lula como o maior investimento feito até hoje em educação pública, bem como em obras de infraestrutura como a Ferrovia Transnordestina. Isso, em tom de resposta a discursos feitos por Robison de Castro e Silva, que deixava o comando do CIC fazendo críticas à política nacional e estadual.

Roseane Medeiros, em seu discurso, também falou em alguns índices de atraso registrados pelo Brasil, mas apregoou o debate transparente de idéias e sem preconceitos, o que foi elogiado por Francisco Pinheiro. A nova dirigente do CIC destacou entre suas metas à frente da entidade o empreendedorismo, educação e a manutenção do debate suprapartidário. Ela aproveitou para informar que quando o quadro dos candidatos aos cargos majoritários estiver definido, o CIC fará convite para um debate de projetos.

Suprapartidarismo –  A solenidade de posse de Roseane foi das mais suprapartidárias. Além dos três ex-governadores, a presença da senadora Patrícia Saboya (PDT), do primeiro vice-presidente da Assembleia, Gony Arruda (PSDB), do vice-prefeito Tin Gomes (PHS), do presidente da Câmara Municipal, Salmito Filho (PT), do deputado estadual Heitor Férrer (PDT), do presidente da Fiec, Roberto Macedo, que deu boas-vindas aos convidados em discurso, de empresários como Beto Studart, ex-candidato a vice-governador, Jorge Parente, atual presidente do Conselho de Administração do Sebrae, de conselheiros do TCE e do TCM e de desembargadores.

A prefeita Luizianne Lins compareceu à solenidade, mas chegou cerca de 40 minutos depois. Antes, ela conversou reservadamente com uma assessora, deu entrevista rápida e foi para o auditório, onde acabou saindo da plateia para a mesa de autoridades graças ao cavalheirismo de Jorge Parente que cedeu lugar.

(O Povo Online)

Anúncios