O deputado federal Ciro Gomes (PSB-CE) disse nesta sexta-feira em entrevista a uma rádio do Ceará que o governador José Serra (PSDB-SP) é a “Dilma do Fernando Henrique Cardoso” e que é “honroso” ter sido convidado para disputar o governo de São Paulo, mas mantém sua candidatura à Presidência.

Ciro disse ainda que tem mais “valor” que a ministra Dilma Rousseff (PT), também pré-candidata ao Planalto.

Apesar de se manter no páreo da sucessão a Lula, Ciro não rejeitou a possibilidade de disputar a vaga ocupada por Serra. “Não posso descartar porque quem me fez o apelo para admitir essa possibilidade, ajudar organizar as coisas, foi o presidente Lula e o meu partido.”

Ele disse que é “extremamente honroso” ter sido convidado, “de uma forma quase insistente”, para ser candidato a governador de São Paulo.

Para ele, a imprensa faz “exercício de futurologia” em querer antecipar as decisões. Quanto às especulações sobre a sua candidatura ao governo paulista, Ciro disse que se diverte com a reação do PSDB.

“A tucanada pira na cabeça, navega na maionese, enlouquece e solta os cachorros na grande mídia. Eu fico rindo, com a experiência que eu tenho nessa altura do campeonato”, disse.

Sobre Dilma, Ciro disse que subiria no seu palanque e que ela merece seu voto “em 10 mil circunstâncias”. “Apenas tenho mais valor do que ela hoje”, afirmou. “Eu tenho 20 eleições, ela não tem nenhuma.”

Ciro disse que FHC fez “o pior governo da história do país”. Entre os motivos, apontou aumento de impostos e do desemprego, privatizações e a crise de energia elétrica.

“O Fernando Henrique não é um demônio, é o modelo, é a política. O Serra vai dizer que esse não é o seu modelo. Mas o Serra foi a Dilma do Fernando Henrique. Ele foi ministro do FHC oito anos e foi o seu candidato a presidente”, disse.

(Agência Folha)

Anúncios