Bacabeira – “Neste momento, estamos todos juntos começando a construir uma nova etapa na história do Maranhão”. A frase é do presidente Luiz Inácio Lula da Silva que, acompanhado da governadora Roseana Sarney, participou da cerimônia de lançamento da pedra fundamental da Refinaria Premium I, na manhã de sexta-feira (15), no município de Bacabeira (MA). O ato deu início às obras de construção da Refinaria Premium I, um empreendimento de R$ 40 bilhões, o maior da América Latina.

A solenidade, cercada de expectativa, contou com a presença do presidente do Senado, José Sarney; dos ministros Edison Lobão (Minas e Energia); Dilma Rouseff (Casa Civil); Alexandre Padilha (Relações Institucionais); do presidente da Petrobras, José Sérgio Gabrielli; do prefeito de Bacabeira, José Venâncio; do presidente do Tribunal de Justiça, Jamil Gedeon; do vice-governador João Alberto; deputados estaduais, federais e secretários de Estado.

O presidente Lula afirmou que um mega empreendimento, como a construção de uma refinaria deste porte, provocará uma modificação socioeconômica na região jamais vista em um estado brasileiro. “Vamos começar a terraplanagem do terreno para fazer a refinaria e a primeira parte ficará pronta até 2013, sendo que a segunda será entregue até 2015. Uma dimensão que nós ainda não conseguimos enxergar. Falo isso com muito orgulho”, afirmou Lula.

Lula voltou a alertar sobre a necessidade do planejamento dos municípios envolvidos para que, em parceria com os governos estadual e federal, incentivem a qualificação dos maranhenses.

“Temos que contratar mão de obra da região. Por isso, precisamos fazer quantas parcerias forem necessárias. É importante que, com a vinda do progresso, tenhamos também que levar água para as casas das pessoas, saneamento básico e, principalmente, a educação”, afirmou. O presidente da República ressaltou que, em seu governo, pretende concluir 1.500 km da ferrovia Norte-Sul, inaugurar 4.900 km da ferrovia Transnordestina e a ferrovia Leste-oeste.

Antes de se despedir, pediu um minuto de silêncio em memória das vítimas do terremoto no Haiti. O momento emocionou a platéia, que atendeu ao pedido do presidente.

Ações do Estado

Em seu pronunciamento, Roseana Sarney fez uma referência ao pai, senador José Sarney, que desde o início de sua trajetória política idealizou um estado desenvolvido, com siderúrgicas, universidade, rodovias asfaltadas. “Foi graças à sua determinação que se inicia a construção da refinaria, empreendimento que ele tanto sonhou na vida”.

A governadora listou as medidas que o Estado vem realizando na região. Uma delas é o pagamento de R$ 500,00 para cada família indenizada, a partir de fevereiro, por um período de 12 meses. Durante um semestre, as famílias que foram removidas das áreas desapropriadas receberão casas novas com infraestrutura completa.

“Estamos construindo uma nova escola. Fizemos um reforço de segurança com a criação de um Batalhão da PM e uma delegacia regional e estamos entregando duas viaturas. Viabilizaremos, em parceria, um sistema de água, além de convênios com asfaltamento de ruas e a construção de um hospital de 50 leitos, de média complexidade, para a região. Faremos uma escola técnica e falei com o presidente Lula para viabilizar uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA)”, anunciou Roseana Sarney.

A governadora citou a importância da liderança do presidente Lula para a instalação da refinaria no estado. Ela agradeceu à ministra Dilma Rousseff pelo muito que tem ajudado o Maranhão. “A maior trabalhadora do Brasil é a ministra Dilma e não podemos esquecer o ministro Lobão, que, no Ministério das Minas e Energia, muito contribui para o Maranhão e para o Brasil. Quero agradecer a todos, ao prefeito de Bacabeira e, principalmente, ao presidente Lula, que nos dá prestígio e a certeza de que esta obra será concluída urgentemente. A refinaria vai mudar a cara do Maranhão, do Nordeste e do Brasil”, finalizou Roseana.

(Jornal de Luzilândia)