O Itaú Unibanco está considerando comprar participação em um dos bancos do Reino Unido resgatados pelo governo em meio à crise global de 2008, informou o jornal “Sunday Times”de domingo.

O Itaú Unibanco, maior banco privado brasileiro, poderá fazer ofertas por participações do governo no Royal Bank of Scotland e no Lloyds Banking Group disse o jornal, citando o ex-ministro Pedro Malan, presidente do conselho consultivo internacional do banco.

O Itaú Unibanco também examina negociações em uma série de outros países, incluindo os Estados Unidos, afirmou Malan ao jornal.

“Estamos olhando, é claro que estamos olhando”, disse Malan ao jornal. “Mas não estamos com pressa. Achamos que temos tempo.”

Qualquer plano de investimento na indústria bancária do Reino Unido será “refinada” ao longo de 2010, afirmou Malan, acrescentando que, além das incertezas na economia global, este será um ano eleitoral no Brasil.

O governo inglês anunciou no início de novembro que iria bombear mais de US$ 50 bilhões no RBS e Lloyds. Os contribuintes do Reino Unido atualmente detêm 84% do RBS e cerca de 43% do Lloyds.

(Folha Online)