RIO – Cinco municípios responderam por aproximadamente 25% de toda a renda gerada pelo país em 2007. De acordo com o PIB dos Municípios Brasileiros 2003-2007, divulgado hoje pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), São Paulo respondeu, em 2007, por 12% do PIB brasileiro, enquanto Rio de Janeiro ficou com 5,2%; Brasília com 3,8%; Belo Horizonte com 1,4% e Curitiba com 1,4%.

A pesquisa mostra ainda que os 45 municípios mais ricos do país responderam em 2007 por quase metade do PIB, agregando 30,5% da população brasileira. Já os 1.342 municípios com a menor participação relativa foram responsáveis, em conjunto, por 1% do PIB, contando com 3,5% da população do país.

Entre as regiões, a mais desigual em 2007 era a Centro-Oeste, onde Brasília respondeu por 42,4% do PIB regional. Retirando Brasília do cálculo, 16 outros municípios agregaram 50% das riquezas da região. No Norte, sete municípios foram responsáveis por 50% do PIB, enquanto, no Nordeste, foram necessários 21 municípios para atingir 50% do PIB; no Sul, foram 27 e no Sudeste, 13.

De acordo com o IBGE, os cinco municípios com menor PIB foram Olho D´Água do Piauí, São Luís do Piauí, Areia de Baraúnas (Paraíba), São Miguel da Baixa Grande (Piauí) e Santo Antônio dos Milagres (Piauí).

O conjunto das capitais brasileiras representava, em 2007, 34,4% da renda nacional, sendo que as capitais no Norte foram responsáveis pro 2,4% do total; as do Nordeste por 4,5%; as do Sul por 2,9%; as do Centro-Oeste por 5,1%; e as do Sudeste por 19,4%. Apenas Florianópolis, em Santa Catarina, não apresentou o maior PIB do Estado, ficando atrás de Joinville e de Itajaí.

No total, o país fechou o ano de 2007 com 25 municípios com participação superior a 0,5% do PIB do país. Deste total, dez (São Paulo, Osasco, São Bernardo do Campo, Santos, Jundiaí, Campinas, São José dos Campos, Santo André, Barueri e Guarulhos) ficam no Estado de São Paulo; três no Rio de Janeiro (Rio de Janeiro, Duque de Caxias e Campos dos Goytacazes); dois em Minas Gerais (Belo Horizonte e Betim) e mais as capitais Curitiba, Vitória, Recife, Goiânia, Belém, Salvador, Porto Alegre, Fortaleza, Brasília e Manaus.

(Rafael Rosas | Valor)

Anúncios