SÃO PAULO – O Bradesco é atualmente o mais rentável entre os maiores bancos de capital aberto dos Estado Unidos e América Latina, segundo pesquisa da consultoria Economatica que analisa dados de 2009. Em relação a 2008, o Bradesco subiu duas posições no ranking. Há sete anos um banco latino-americano não detinha a primeira colocação como o mais rentável. A última vez foi em 2001, quando o Itaú liderou o lista. O cálculo para obter o Retorno sobre Ativos (ROA) foi feito dividindo o lucro da instituição de janeiro a setembro pelos ativos totais no mês de setembro.

Depois de ocupar a segunda posição em 2008, o ItaúUnibanco caiu para o terceiro lugar. Já o Banco do Brasil ocupa atualmente a quinta colocação, depois de ser o quarto no ano passado. O Santander Brasil, por sua vez, ficou em décimo, melhorando cinco posições em relação a 2008. Estes foram os únicos quatro bancos brasileiros que apareceram entre os 20 maiores, com base nos números de setembro de 2009.

Considerando apenas os ativos, o maior banco dos Estados Unidos e América Latina é o Bank of América, com US$ 2,251 trilhões. Já o banco latino-americano melhor posicionado em relação a ativos é o Banco do Brasil, com US$ 385,6 bilhões.

Já na análise dos lucros, o Wells fargo, dos Estados Unidos, tem o maior de janeiro a setembro, com US$ 9,45 bilhões. O ItauUnibanco é o sexto no ranking de lucros, o Banco do Brasil aparece em sétimo e o Bradesco o oitavo. Segundo o estudo, somente 20 bancos na América Latina e Estados Unidos tinham ativos superiores a US$ 100 bilhões em setembro de 2009.

(Agência Estado)

Anúncios