As celebrações dos 10 anos de aniversário do Fórum Social Mundial (FSM) terão início na cidade onde tudo começou: Porto Alegre. A capital gaúcha e sua região metropolitana serão sede do Fórum Social 10 Anos Grande Porto Alegre, entre os dias 25 e 29 de janeiro de 2010. O evento inicia com a tradicional Caminhada de Abertura no dia 25 e debates ao longo dos outros quatro dias, com atividades culturais à noite.

Mas este será apenas o primeiro dos vários eventos já programados para todo o próximo ano, já que o FSM 2010 terá um formato descentralizado e permanente, com eventos em todo o mundo que deverão ter a crise global como tema comum.

Entre as atividades já programadas para o evento da Grande Porto Alegre, acontecerá o Seminário Fórum Social Mundial 10 Anos, organizado pelo Grupo de Apoio ao Fórum Social Mundial. O evento reunirá convidados/as de várias partes do mundo para debates de avaliação e perspectivas sobre o processo FSM.

Voltada para lideranças de redes e movimentos sociais, representantes dos comitês organizadores dos fóruns e intelectuais identificados com o espaço, a atividade pretende contribuir com a definição dos rumos que o processo deverá percorrer. Será um espaço de reflexão não só sobre a experiência passada do FSM, mas principalmente sobre seu futuro.

História – Desde seu nascimento, em 2001, em contraposição ao Fórum Econômico Mundial realizado anualmente em Davos, na Suíça, o Fórum Social Mundial constituiu-se como uma importante iniciativa de mobilização e articulação da sociedade civil global.

De lá pra cá, desempenhou um papel central contra o “pensamento único”, dialogando com o nascente movimento altermundialista e oferecendo um rico espaço de troca de experiências, construção de campanhas e debates de alternativas aos problemas sociais em nível global.

Ao longo destes 10 anos, o FSM deixou de ser apenas um evento e transformou-se em um processo de escala global. Além dos encontros mundiais, que desde 2004 (Mumbai, Índia) alcançaram outros países e continentes, são inúmeros os eventos locais, nacionais e temáticos que hoje fazem parte desse processo. Como primeiro evento da celebração de sua primeira década, o Fórum Dez Anos Grande Porto Alegre cumprirá o importante papel de estimular e impulsionar o FSM 2010 em todo o mundo.

Organização
– O evento está sendo organizado por entidades da sociedade civil gaúcha com o apoio dos governos dos sete municípios onde ocorrerão as atividades (Porto Alegre, Canoas, Sapucaia do Sul, São Leopoldo, Novo Hamburgo, Campo Bom e Sapiranga).

O comitê gaúcho de organização do Fórum Social Mundial deve formalizar na próxima semana os convites para que chefes de Estado da América do Sul participem do evento em 2010.

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva já confirmou presença. No início da semana, sua assessoria pré-agendou sua vinda no dia 28 de janeiro, quando deve participar de um debate com os presidentes da Venezuela, Hugo Chávez, da Bolívia, Evo Morales, da Argentina, Cristina Kirchner, do Equador, Rafael Corrêa, e do Chile, Michele Bachelet.

“Estamos chamando líderes que tenham alguma ligação ou representatividade das ideias defendidas no FSM”, explica o presidente da CUT-RS e representante do comitê local do FSM, Celso Woyciechowski. Ele acrescenta que, caso José Mujica, candidato do Partido da Frente Ampla, vença o segundo turno das eleições no Uruguai na próxima semana, ele também será convidado.

Woyciechowski informa que os preparativos para o FSM 2010 estão sendo finalizados. “Temos quase 70% de estrutura pronta”, calcula. O site com a programação do FSM, onde as inscrições para o evento poderão ser feitas, está sendo finalizado pela Procempa e deve entrar na rede até o final da próxima semana.

Ele destaca que os arranjos firmados com as prefeituras já estão encaminhados e a comissão trabalha agora para ajustar questões finais, como a escolha de convidados. Até agora, os nomes de Leonardo Boff, Boaventura Souza Santos, Arundhati Roy, Naomi Klein, Suzan Goerge, David Harvey, Immanuel Wallerstein, Blanca Chancoso e Walden Bello estão na lista do seminário principal de avaliação dos 10 anos de FSM.

Atividades descentralizadas – Em Porto Alegre, cidade que recebeu o Fórum nas três primeiras edições e em 2005, os seminários irão acontecer na Assembleia Legislativa e na Usina do Gasômetro, nos armazéns 6 e 7 do Cais do Porto. O espaço físico da Câmara Municipal também deve ser aproveitado.

As feiras e os estandes da economia solidária devem ficar dispersos pela cidade. Os shows de abertura e fechamento do FSM irão acontecer na Capital, no Anfiteatro Pôr-do-Sol e estão sendo organizados em parceria com a Secretaria Municipal de Cultura de Porto Alegre.

Em Sapiranga, acontecerão os debates sobre educação. Canoas sediará a Feira Mundial da Economia Solidária, mas também dará espaço a atividades culturais, como oficinas de hip-hop. Em São Leopoldo, acontecerão os seminários com as temáticas Direitos Humanos, Políticas Sociais, Gênero e Juventude, além de discussões sobre meio ambiente e desenvolvimento sustentável.

As cidades de Novo Hamburgo e Gravataí receberão, respectivamente, o Acampamento Internacional da Juventude e a Plenária da Marcha Mundial das Mulheres.

Fonte: FSM e Jornal do Comércio