Portal Terra

A ciência atual caminha vertiginosamente para o futuro. Hoje, ela permite viagens interplanetárias, alterar características fundamentais de alimentos e até de seres humanos com a bioengenharia, e que pesquisadores ressuscitem animais extintos com o progresso da clonagem. No entanto, a ciência ainda não obteve vitórias satisfatórias sobre questões importantes como as alterações climáticas, a fome e as doenças.

Em um planeta que abriga cada vez mais pessoas e os recursos naturais encolhem, gerando conflitos políticos, o site científico Live Science listou 10 importantes pesquisas em andamento que os cientistas esperam que resultem em um futuro melhor para a humanidade:

10 – Ler a mente – Máquinas da verdade que realizam leituras da mente ainda permanecem no reino da ficção científica. Já os detectores de mentira ainda dependem de pistas indiretas para serem eficientes. Ainda assim, as varreduras cerebrais feitas por neurocientistas têm permitido prever o que as pessoas farão durante determinadas tarefas específicas, além de identificar quando o indivíduo cometerá um erro com até meio minuto de antecipação.

Outra técnica utilizada é a de feixes de luz infravermelha, que descobrem as preferências do investigado com base na atividade cerebral. Este método ainda está sendo estudado pelos cientistas e debatido por juristas devido às questões de privacidade.

9 – Ao redor do mundo em 90 minutos – Phileas Fogg (personagem fictício do romance ‘A volta ao mundo em oitenta dias’, de Júlio Verne) levou 80 dias para dar uma volta ao redor do planeta, mas outros viajantes ainda poderão fazer a mesma jornada em menos de uma hora. As forças aéreas de Estados Unidos e Brasil estão criando um conceito de propulsão a laser para utilizar em veículos capazes de transportar passageiros ou carga pela Terra. Aviões espaciais com capacidade para decolar e pousar como aeronaves regulares estão em fase de desenvolvimento no Reino Unido e nos EUA – algumas já poderiam ser colocadas em atividade nos próximos anos.

8 – Membros artificiais perfeitos – Veteranos de guerra e outros usuários poderão em breve controlar mãos, braços e pernas tão facilmente quanto os membros naturais. As próteses mais avançadas tendem a utilizar microprocessadores inteligentes, agindo como um cérebro minúsculo e prevendo como o usuário vai andar ou mover um braço. Ambos os macacos e seres humanos já utilizam sinais cerebrais para controlar braços robóticos e aplicações digitais, o que abre caminho para novas interfaces do cérebro com membros artificiais, e dando ao usuário completo controle.

7 – Realidade aumentada – Tente imaginar uma interface que aumenta o mundo físico ao nosso redor com informação digital e permite utilizar gestos naturais para interagir com essa informação. É exatamente isso o que faz a tecnologia chamada SixthSense, que já possui um protótipo do qual um vídeo da web é projetado sobre um jornal. A ideia dos cientistas é que um dia as pessoas olhem para qualquer objeto, inclusive a rua, e obtenha informações sobre eles em realidade aumentada.

6 – Regenerar o corpo – Ninguém tem poderes regenerativos ainda, mas os pacientes podem esperar uma crescente variedade de terapias de reparação ou substituição total de órgãos do corpo humano. Em 2006, uma equipe britânica desenvolveu o primeiro fígado artificial do mundo a partir de células-tronco retiradas do cordão umbilical. Além disso, um estudo australiano conseguiu restaurar a visão de um paciente com a ajuda de células-tronco adultas. O futuro da regeneração pode chegar em breve, avaliam os investigadores.

5 – Alimento para o mundo – Resolver a fome no mundo representa uma tarefa extremamente difícil, tendo em vista que a situação política e econômica de cada região gera complicações próprias. No entanto, os cientistas passaram a proteger as colheitas mais importantes que alimentam o mundo. Os investigadores continuam desenvolvendo variedades de trigo, milho e arroz com maiores rendimentos e mais resistentes às mudanças de temperatura, condições de seca e até mesmo os insetos.

As novas tecnologias de informação podem manter atualizados os agricultores sobre o estado de suas culturas e práticas agrícolas que preservem a longo prazo o solo rico em nutrientes. Se todas as tentativas dos pesquisadores falharem, eles ainda têm milhares de sementes armazenadas em um cofre para garantir o futuro dos alimentos no caso de uma catástrofe global.

4 – Plástico biodegradável – Um dos principais objetivos das novas tecnologias é transformar todo o lixo da Terra em material reutilizável. Penas de galinha e outros dejetos agrícolas podem se tornar plástico no futuro. Restos de comida, esgoto e outros resíduos, já começaram a servir de combustível para algumas indústrias. Alcançar 100% de sustentabilidade ainda pode parecer assustador, mas os esforços se somam.

Em Nova York, Seattle e Londres, os pesquisadores do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT, na sigla em inglês) aplicaram um projeto para reavaliar os custos e níveis de produção de lixo, além de conscientizar a população a lidar corretamente com o lixo.

3 – Controle climático global – Tentar parar a Mãe Natureza de mandar chuva durante os Jogos Olímpicos, como ocorreu na última edição das Olimpíadas em Pequim, é uma meta perseguida cansativamente pelos cientistas. Planos de geoengenharia se tornaram temas muito debatidos da Academia Nacional de Ciências, da Sociedade Meteorológica Americana e do conselheiro científico da Casa Branca.

Entre as ideias, estão depositar partículas reflexivas na atmosfera para desviar raios solares e esfriar o planeta, ou então semear oceanos com ferro para que o carbono devore as algas. Até mesmo o bilionário Bill Gates se juntou a uma pesquisa que tenta diminuir ou acabar com a incidência de furacões – uma frota de navios agitaria o oceano para resfriar a água de superfície quente que abastece tais tempestades. As tecnologias de controle do clima estão quase se tornando realidade.

2 – Poder solar nas mãos – A fusão nuclear tem mantido o Sol brilhando por bilhões de anos. Agora, os cientistas querem recriar o poder da principal estrela do Sistema Solar na própria Terra para, finalmente, terem domínio sobre a energia de fusão. Um laser gigante, construído na National Ignition Facility, poderia ajudar nesse avanço, concentrando o seu poder sobre uma bolinha minúscula de combustível de hidrogênio e, consecutivamente, liberando mais energia do que os lasers requerem.

1 – Cérebro humano artificial – Grande parte do cérebro humano continua sendo um mistério embutido em bilhões de neurônios. Pesquisadores responsáveis pelo projeto Blue Brain anunciaram seus planos de criar um cérebro humano artificial na próxima década. Eles já modelaram parte do cérebro de um rato artificial, com a ajuda do supercomputador IBM Blue Gene, e constataram que células cerebrais deram indícios de uma auto-organização sem intervenção humana.

O sucesso dessa tecnologia poderia levar a um modelo para testes biomédicos, bem como uma melhor compreensão da consciência do ser humano. No entanto, os cientistas alertam que esse avanço não se trata de inteligência artificial – isso ainda está longe de acontecer.

Fonte: http://noticias.terra.com.br/ciencia/noticias/0,,OI4114019-EI238,00-Conheca+inovacoes+que+podem+mudar+futuro+do+planeta.html

Anúncios