Brasília/Fortaleza. O mês de outubro registrou 1,9 milhões de novos celulares no Brasil, elevando para 168 milhões o número de acessos ao serviço de telefonia móvel pessoal. No Ceará, o número chega a 6.130.739 – 16,8% acima de igual mês de 2008 (5.248.618) e elevação de 21,65% frente a setembro deste ano (5.039.501). Os dados são da Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações).

Isso quer dizer que, de cada 100 brasileiros, 87,6 têm celular. Se esse ritmo de expansão se mantiver, em menos de um ano haverá um celular para cada habitante do País.

Do total de acessos, 82,3% é de celulares pré-pagos, e 17,7%, pós-pagos. No Estado cearense, os percentuais são 89,29% e 10,71%, respectivamente, ou seja, são 5.474.058 usuários de pré-pagos e 656.681 de pós-pagos.

Na região Nordeste, o Ceará ocupa a terceira colocação na quantidade de clientes na telefonia móvel, perdendo apenas para a Bahia (8.716.620 e Pernambuco (6.585.403 celulares).

Maranhão foi o Estado que apresentou o maior crescimento porcentual de celulares, depois o Piauí, e em terceiro lugar, São Paulo. As regiões Norte e Sudeste são os destaques em crescimento de densidade de celulares no mês.

A empresa Vivo continua líder do mercado, com 29,5% do bolo. Depois vem a Claro, com 25,5% e a TIM, com 23,7% dos clientes. A tecnologia dominante no Brasil é a GSM, presente em 90% dos celulares.

O crescimento nos primeiros dez meses de 2009 é o segundo na série histórica, ficando atrás do resultado de 2008.

Nas revendedoras de celulares, a expectativa é de aumento de vendas de aparelho. Dados da última pesquisa do IPDC (Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento do Comércio), aponta que o produto ainda continua tendo a preferência do consumidor na hora de presentear.

(Diário do Nordeste)

Anúncios