A notícia de uma suposta briga entre o governador de Minas, Aécio Neves (PSDB), e a modelo gaúcha Letícia Weber numa festa repleta de celebridades, no Rio, se espalhou pela internet e virou debate político apesar de desmentida pelas duas partes.

Dezenas de blogs e perfis no twitter comentam o desentendimento que teria ocorrido num evento em homenagem ao estilista da Calvin Klein, o mineiro Francisco Costa, no Hotel Fasano. Em nota intulada “Covardia de Aécio”, o jornalista Juca Kfouri divulgou em seu blog que o tucano deu um empurrão e um tapa em Letícia.

O desentendimento também foi noticiado no blog da jornalista Joyce Pascovitch, que não citou nomes. A colunista afirmou ainda que, diante de uma plateia numerosa, a modelo caiu, levantou e revidou a agressão. Alguns convidados também teriam tentado apartar a briga.

No twitter, o presidente nacional do PT, Ricardo Berzoini, defende o governador mineiro. “Sergio Guerra, presidente do PSDB, me assegura que é falsa essa notícia”. Em entrevista no Palácio da Liberdade, em Belo Horizonte, terça-feira, Aécio se disse vítima de calúnia:

– Isso é uma aleivosia grande. Eu me sinto pessoalmente ofendido por isso, mas prefiro até nem comentar para não validar algo tão distante da minha prática. Sempre fiz política e vou continuar fazendo no patamar muito superior a esse.

A gaúcha Letícia Weber, que vive em Florianópolis, negou em entrevista ao Blog do Noblat, que tenha sido agredida:

– Não aconteceu nada. Meu azar foi me apaixonar por um político.

(Jornal Zero Hora)

Anúncios