As fortes chuvas que caem no Espírito Santo desde terça-feira já afetaram 487.530 pessoas, de acordo com a Defesa Civil do estado. Os números computados até o momento indicam que há 1.804 desalojados, que foram levados para casas de amigos ou familiares, e 416 desabrigados.

Com base nos dados já repassados pelas defesas civis municipais, 31.369 edificações foram danificadas em consequência das chuvas, mas o subcoordenador de Operações da Defesa Civil do Espírito Santo, engenheiro Roney Gomes Nascimento, acredita que o número real deva ser, pelo menos, o dobro.

Segundo ele, os desabrigados estão sendo levados, principalmente, para escolas e ginásios cobertos, onde devem receber cestas básicas, colchões e itens básicos de limpeza. Para piorar a situação, a previsão é de que as chuvas continuem castigando o estado nos próximos dias.

“Amanhã, de acordo com o Instituto de Meteorologia, ela dará uma amenizada e, na segunda-feira, uma trégua, mas a partir de terça-feira retorna forte”, afirmou o engenheiro.

Além dos estragos causados em residências, o prejuízo para a população é ainda maior porque várias rodovias e estradas vicinais estão bloqueadas, cobertas por água. Além disso, no aeroporto de Vitória estão pousando e decolando apenas aviões de pequeno porte. Até as 13h deste sábado (31), de 20 voos programados, 18 foram cancelados, de acordo com Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero).

O Instituto Nacional de Meteorologia informa que, neste final de semana, além do Espírito Santo, pode ocorrer chuva de moderada a forte em Goiás, Mato Grosso, no Tocantins, Pará, em Minas Gerais, no Amazonas, na Bahia e no Distrito Federal.

Fonte: Abril