A Receita Federal informou nesta sexta-feira que três de seus funcionários foram presos pela Polícia Federal, ontem, suspeitos de contrabando de mercadorias.

Segundo a Receita, a carga apreendida no Rio de Janeiro está avaliada em R$ 15 milhões.

Os presos são motorista, analista tributário e agente administrativo da Receita Federal. Ontem, em uma ação da PF de combate ao contrabando, eles foram flagrados com três contêineres com 20 toneladas e duas carretas, também com 20 toneladas, contendo mercadorias falsificadas, em um depósito particular no bairro do Caju (zona portuária do Rio).

Segundo informações do Fisco, a equipe da PF, quando chegou no local, com o objetivo de combater o contrabando de mercadorias importadas, solicitou apoio da Receita.

Ao final da operação, na noite de ontem, por questões de segurança da carga e preservação, o local foi lacrado e solicitado o apoio da polícia para preservar sua segurança.

A PF informou que outros quatro suspeitos foram presos no local e que os produtos foram desviados do porto de Itaguaí. As investigação apontam que as mercadorias falsificadas eram destinadas ao comércio varejista do centro da cidade.

Fonte: Folha Online

Anúncios