Para o presidente do Itaú Unibanco, Roberto Setubal, a crise econômica já terminou. “Pelo menos no Brasil”, disse ele à jornalista da Folha.

Setubal acha até que as medidas anticíclicas lançadas pelo governo brasileiro para enfrentar a “marolinha” já não são mais necessárias. “Pelo menos por aqui. Em alguns outros países, talvez ainda sejam.”

Fazendo um gesto com a mão que indicava uma curva para o alto, ele afirmou que a economia já está crescendo ao ritmo de “4,5% a 5%” ao ano neste trimestre. O banqueiro diz acreditar, no entanto, que o país fechará 2009 com crescimento de cerca de 1%, por causa da freada no primeiro semestre.

Fonte: Folha Online