Concluir o Roteiro Integrado que cobre Lençóis Maranhenses, Delta do Parnaíba e Jericoacoara, envolvendo 12 cidades do Ceará, Piauí e Maranhão e seguir rumo a um outro roteiro, desta vez pelas Serras Nordeste. A proposta começa a ser viabilizada, com a realização, em novembro, de uma Rodada de Negócios na Serra da Ibiapaba, a 318 km de Fortaleza.

A rodada vai reunir 15 operadoras e agências de viagens de Fortaleza/CE e Teresina/PI e os empreendedores das seis cidades que integram o roteiro, que mistura grutas, açudes, cachoeiras, extração da opala, casario colonial e clima serrano. Estes são os principais atrativos do novo destino que reúne as cidades piauienses de Piripiri, Piracuruca, Pedro II e as cidades cearenses de Ubajara, Tianguá e Viçosa, no Ceará.

O novo destino, o roteiro das “Serras Nordeste”, é fruto de uma parceria entre o Sebrae Piauí e o Sebrae Ceará; do Programa de Regionalização do Turismo do Ministério de Turismo e das prefeituras municipais das seis cidades.

Segundo os técnicos que idealizaram o projeto, o mais interessante é que cada uma das cidades envolvidas possui uma característica diferente, seja pelo clima, pela atividade produtiva, pelas belezas naturais ou pelas possibilidades ao turismo de aventura.

Assim, a ideia do projeto é mostrar que essa região do Nordeste, que compreende do Parque Nacional de Sete Cidades à Serra da Ibiapaba, possui lugares únicos, com paisagens inusitadas, uma boa estrutura hoteleira e uma culinária regional de sabores peculiares. E para preparar os empreendedores das duas regiões, os principais integrantes dessa cadeia produtiva passarão por uma série de capacitações promovidas pelos Sebrae no Ceará e no Piauí.

O novo roteiro tem como meta aumentar o número de empreendimentos formalizados em 15%; ampliar em 3% o surgimento de micro e pequenos negócios turísticos; incrementar o fluxo de turistas em 2% nos meios de hospedagem. Esses são alguns índices que precisam ser alcançados entre 2009 e 2010.

As seis cidades reunidas no Roteiro “Serras Nordeste” têm atrações interessantes. Veja o que os visitantes vão encontrar em cada uma delas.

No Piauí

Pedro II: a cidade é naturalmente charmosa, uma elegância herdada na época da colonização quando o português João Alves Pereira construiu uma capela com a imagem de Nossa Senhora da Conceição, vinda de Portugal. Era o final do século XVIII e o casario colonial nos leva a viajar no tempo. Localizada a 195 quilômetros de Teresina, a cidade também foi abençoada com belezas naturais singulares como o Morro do Gritador e a Cachoeira do Salto Liso. Pedro II é também reconhecida como a “cidade das opalas”, rara pedra preciosa que reflete as cores do arco-íris e com alto valor no mercado mundial de joias. É comum andar pela cidade e se deparar com joalherias artesanais, com opalas de todas as formas e cores. As gemas encontradas em Pedro II são consideradas as mais puras do mundo.

Piripiri: cidade distante 166 quilômetros de Teresina e a 191 quilômetros do litoral. Piripiri tem quase 59 mil habitantes. O clima é ameno e é um dos mais importantes polos da indústria de confecção do Estado.

Piracuruca: a cidade herdou o nome indígena que quer dizer “peixe que ronca”. Mantém até hoje uma arquitetura colonial e destaca-se pela hospitalidade de sua gente. Uma das atrações da cidade é a Igreja de Nossa Senhora do Carmo, um dos mais antigos templos do Brasil. O Parque Nacional de Sete Cidades, atrativo natural pertencente ao município de Piracuruca, é uma coleção impressionante de monumentos naturais. São afloramentos rochosos do período Neodevoniano, que estão reunidos em sete grupos, formando sete cidades. Em cerca de 20 quilômetros quadrados, o parque apresenta duas mil inscrições e pinturas rupestres gravadas em muralhas, monumentos, estátuas com formas de bichos e pessoas, e castelos de pedra, esculpidos, segundo a versão oficial, pela erosão de milhares de anos. As figuras representam manifestações celestes e da natureza: sol, estrelas, círculos dentro de círculos e seres alados.

No Ceará

Tianguá: município capaz de agradar aos amantes das reservas naturais em toda a sua plenitude. O Parque Ecológico da Floresta, com a Cachoeira Cana Verde e a Bica do Amor, é um dos principais atrativos naturais. Porém, trilhas ecológicas, mirantes, cultivo de orquídeas e labirintos rochosos também destacam-se no roteiro turístico. No parque, o turista pode ainda observar e conhecer a rica fauna da região.

Ubajara: o Parque Nacional de Ubajara é um passeio obrigatório para quem visita a região. As trilhas sinalizadas e a Gruta de Ubajara encantam o turista. A partir do teleférico que conduz o visitante do mirante à entrada da gruta é possível deparar-se com uma maravilhosa vista panorâmica da encosta da serra.

Viçosa: É uma cidade simples e agradável. Patrimônio nacional, destaca-se pela paisagem e por misturar o ecoturismo ao clima agradável da serra. Quem gosta de aventura, pode encontrar diversas práticas esportivas. As trilhas para caminhadas também são um grande atrativo oferecido pelo município.

Edição: José Wilson  | Fonte: Sebrae