RIO – Começa a vigorar nesta segunda-feira uma nova maneira de pagar as contas: o Débito Direto Autorizado (DDA), que substitui o boleto de papel. As principais vantagens do novo sistema são: redução de papel, maior agilidade entre a emissão da fatura e o pagamento, e conveniência do pagamento por sistemas eletrônicos (internet, celular e caixas automáticos). Os bancos são obrigados a oferecer a opção, afirma o Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec), mas aceitar dependerá do cliente.

Especialistas em direito do consumidor dizem que o cliente deve assinar um termo de adesão com o banco e exigir a sua via e alertam que é fundamental manter o computador com um bom antivírus e imprimir o boleto pago ou arquivá-lo por meio eletrônico.

Todos os pagamentos associados ao CPF cadastrado aparecerão nos meios de pagamento, como internet, celular e caixas eletrônicos, para serem quitados automaticamente.

O DDA não é a mesma coisa que débito automático, já que será necessário ordenar o pagamento na data desejada.

Leia mais: Confira como será o serviço

Walter Tadeu, assistente técnico da Federação Brasileira de Bancos (Febraban) explica que, na primeira etapa, só entrarão no sistema os boletos bancários como de mensalidade escolar, plano de saúde, condomínio, prestações, financiamentos. Contas de consumo como água, luz, telefone etc ainda não têm prazo para entrarem no sistema porque falta implementar uma forma de o consumidor ver a fatura discriminada.

Fonte: O Globo