Os candidatos à presidência da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) de São Paulo travaram uma “guerra” de pesquisas ontem, último dia do prazo fixado pelo estatuto da entidade para divulgação de estudos sobre intenção de voto. O pleito ocorrerá em 17 de novembro.

O especialista em direito constitucional e comercial Rui Fragoso, segundo colocado na última eleição, divulgou uma pesquisa que aponta empate técnico com o atual presidente da entidade, Luiz Flávio Borges D’Urso.

Porém, essa enquete não levou em consideração os outros dois candidatos do pleito, o presidente da Fadesp (Federação das Associações dos Advogados do Estado de São Paulo), Hermes Barbosa, e o especialista em direito comercial Leandro Pinto.

O levantamento indica D’Urso com 42,4% e Fragoso com 41,3% das intenções de voto e foi feito pela empresa GPP nos dias 30 de setembro e 3 de outubro. A margem de erro do estudo é de 3,5 pontos para mais ou para menos.

A divulgação por Fragoso foi uma resposta à veiculação no início da semana de uma pesquisa encomendada por D’Urso ao Ibope, que aponta o presidente da OAB com 46% dos votos, Fragoso com 19%, Hermes Barbosa com 3% e Leandro Pinto com 2%. O estudo, feito de 23 a 29 de setembro, tem margem de erro de quatro pontos.

Fonte: Folha Online