A mexicana Femsa, dona da Kaiser e uma das maiores fabricantes de cerveja do mundo (4° maior do Brasil), pretende fundir suas operações com uma das líderes do mercado mundial para brigar de frente com a AmBev (que se juntou com a belga Interbrew, formando a InBev).

De acordo com fontes do setor, executivos da Femsa conversaram recentemente com representantes da SAB Miller, vice-líder mundial, e também com a holandesa Heineken. Ontem (1°) o site do Wall Street Journal citou as negociações e disse que o banco Rothschild&Sons assessora os mexicanos no negócio. Femsa e Heineken são parceiras no Brasil na cervejaria Kaiser.

Fonte: Bahia Noticias