Segundo do Sindicato dos Bancários, o banco Bradesco poderá receber multa de R$ 100 mil ao dia por agência aberta, se impedir a adesão de seus funcionários à greve. No dia 28/09 os funcionários obtiveram junto à Justiça Trabalhista liminar que garante a participação dos trabalhadores do banco no movimento.

De acordo com o secretária-geral do sindicato, Iaci Azamor Torres se algum funcionário quiser entrar em greve, mas for impedido poderá acionar o sindicato. A multa aplicada ao banco será então revertida à Santa Casa de Campo Grande.

Apenas a agência central do Bradesco,que fica na esquina da rua 13 de Maio com a Marechal Rondon, é que está de portas fechadas.

Também fechada está a agência do Banco do Brasil na Avenida João Pedro de Souza. Ontem a unidade estava em funcionamento, mas hoje paralisou novamente as atividades.

Conforme o Sindicato dos Bancários de Campo Grande, ontem (28) a Fenaban (Federação Nacional dos Bancos) enviou carta à Central Sindical, para propor nova rodada de negociações. Entretanto, ainda não foi definida data para que isso ocorra.