Agências de três bancos abriram as portas na terça-feira (29) em Londrina, por força de um interdito, concedido pela Justiça. Itaú, Bradesco e Unibanco, atenderam aos clientes normalmente porque a Justiça impediu que os grevistas fizessem algum tipo de protesto em frente a essas agências. Por causa disso, o Sindicato dos Bancários de Londrina contabilizou 50 agências fechadas e 1,2 funcionários parados em greve da categoria. “É uma decisão judicial que impede que o sindicato faça manifestação na frente da agência. Por conta disso, o funcionário recebe pressão por parte do empregador e acaba indo trabalhar”, explicou o secretário do sindicato, Marcos Neves. Segundo ele, o sindicato já entrou com um recurso contra essa decisão.

De acordo com Neves, o Itaú e o Unibanco conseguiram o interdito na 7ª Vara Cível de Londrina. Já o Bradesco obteve um mandado de segurança em Curitiba.

Por enquanto, os bancários devem continuar a greve por tempo indeterminado, já que não há nenhuma proposta. Uma negociação com a Federação Brasileira dos Bancos (Febraban) está agendada para a manhã de quinta-feira (1º) em São Paulo. “Ainda não há proposta, mas foi marcada uma reunião de diálogo”, disse Neves.

As principais reivindicações são reajuste salarial de 10%, que seria reposição da inflação mais aumento real, participação nos lucros e resultados (PLR) de três salários mais R$ 3.850, auxílio refeição de R$ 19,25, cesta-alimentação, auxílio creche/babá e uma garantia da manutenção dos empregos. A Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) ofereceu 4,5% de reajuste, uma PLR menor que do ano passado e não deu garantias sobre segurança no emprego, segundo o sindicato.

Fonte: Portal Rpc

Anúncios