A vice-presidente para a América Latina e Caribe do Banco Mundial, Pamela Cox, e o diretor do Bird para o Brasil, Makhtar Diop, acompanhados de técnicos e secretários de Estado visitam nesta segunda-feira, 21, o trecho III do Eixão da Águas, o Tabuleiro de Russas e ações do Projeto São José.

Na terça-feira, 22, os dirigentes do Banco Mundial se reúnem com o governador Cid Gomes, na Residência Oficial, para assinatura do crédito adicional de US$ 103 milhões, destinado ao Projeto de Gerenciamento Integrado de Recursos Hídricos do Ceará (Progerirh).

De acordo com o Governo do Estado, o empréstimo permitirá que o Ceará continue a melhorar a gestão dos recursos hídricos e a expansão do acesso à água potável nas áreas urbanas e rurais, mesmo durante períodos de seca. Ainda na terça-feira, os representantes do Banco Mundial se reúnem com governadores do Nordeste que têm projetos financiados pelo Bird. Além do governador Cid Gomes, estarão presentes os governadores de Pernambuco, Eduardo Campos; do Rio Grande do Norte, Wilma de Faria, e de Sergipe, Marcelo Déda.

O Banco Mundial trabalha diretamente com o Ceará desde 1976, e já financiou mais de US$ 1,5 bilhão para projetos no Estado. O Ceará é o sexto estado que mais recebeu financiamento do Banco Mundial no Brasil, e o segundo em termos per capita. Atualmente, há oito projetos em atividade, totalizando US$ 642 milhões em investimentos como o Progerirh (US$ 136 milhões + US$ 103 milhões), Projeto de Crescimento Integrado II (US$ 240 milhões), Metrô de Fortaleza (US$ 46 milhões), Projeto São José (US$ 37,5 milhões + US$ 37,5 milhões), Proágua Semi-Árido (US$ 22 milhões + US$ 5,56 milhões).

Fonte: O Povo Online

Anúncios