ARACAJU – A Polícia Civil de Sergipe prendeu nesta quarta-feira sete envolvidos com o tráfico de drogas que atuavam na capital sergipana e região metropolitana, entre eles Joan França Pinheiro, 29 anos, suspeito de integrar as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia – Farcs. A operação deflagrada na manhã desta quarta pela polícia levou à apreensão de armas, 300 gramas de cocaína e substâncias que seriam misturadas à droga, como cafeína e bicarbonato de sódio, além R$ 1.550.

O suspeito de envolvimento com as Farcs, atuava como distribuidor de cocaína no bairro Marcos Freire III, onde repassava a droga a traficantes da região.

Segundo o delegado, Joan tem antecedentes criminais na Colômbia, onde havia sido preso em 2000 no aeroporto quando tentava passar uma maleta cheia de cocaína a um italiano. Em 2001, ele foi preso novamente por tráfico de drogas e cumpriu pena por 5 anos.

– A ligação dele com as Farcs vem de muito cedo, já que aos 12 anos ele saiu de casa e foi trabalhar em um garimpo que era “administrado” pelas Forças Revolucionárias. Segundo ele, de todo o ouro recolhido, uma parte era repassada aos revolucionários – afirmou o delegado.

Para o superintendente da Polícia Civil, João Baptista, tudo indica que Joan buscava grandes quantidades da droga, diretamente da Colômbia e utilizava Belém, onde também tem conhecidos, como rota para chegar à Sergipe.

– Acreditamos que ele usou sua experiência com as Farcs, e vendo um mercado saturado lá, procurou novos mercados chegando a Sergipe. Vamos apurar este caso e todo o envolvimento dele com o tráfico colombiano – diz o superintendente.

A quadrilha já era investigada pela polícia desde março deste ano. Os demais integrantes do bando foram identificados como David Cesar Macedo da Lapa, 26 anos, Bruno Santos Oliveira de Lima, 29, Gilmara Aparecida Oliveira Santos, 29, Helder Junior Rodrigues Azevedo, 20, Cícero Bruno da Silva Menezes, 29, Givaldo Oliveira Santos, de 23 anos.

Na casa de Joan, foram apreendidos uma pistola ponto 40, que seria de propriedade do exército da Bahia, uma panela de pressão que era usada para conservar a droga, R$ 1.233, 300 gramas de cocaína pura, além de celulares e um veículo Palio. Já na casa de Bruno Santos, foi encontrada pela polícia uma farda da Polícia Militar, um revolver calibre 38, munições, celulares, e R$ 225. Na casa de Helder Rodrigues, localizada no bairro Cirurgia, próximo ao Denarc, foi apreendido um revólver calibre 32, R$ 60, celulares, diversos cartões de crédito, munições e embalagens que serviam para a venda de pequenas quantidades da droga. Com Gilmara Oliveira, namorada de Joan, que estava na casa do suspeito no momento da ação da polícia, foram encontrados R$ 30.

Fonte: O Globo