RIO – Quem quer uma ajuda extra para manter as gripes e os resfriados à distância pode apostar em pequenas mudanças na alimentação. Além de acelerar a recuperação de quem está doente, alguns alimentos ajudam a fazer o sistema imunológico trabalhar com mais eficiência, afirma a nutricionista funcional Patrícia Davidson Haiat, membro do Centro Brasileiro de Nutrição Funcional e do Institute for Functional Medicine. Frutas, carnes magras, folhas escuras, especiarias, alho, inhame e canja de galinha estão entre os alimentos indispensáveis.

Aprenda a fazer três receitas que fortalecem o sistema imunológico

– A canja é uma receita anti-gripe antiga que funciona. Esta sopa tem um aminoácido chamado cisteína, que é liberado quando a carne de galinha é cozida e que tem a capacidade de agir sobre o muco, tornando-o menos espesso. A canja agiria da mesma forma que a acetilcisteína, um princípio ativo usado na formulação de medicamentos para descongestionar os pulmões – explica Patrícia.

Já o café, o refrigerante, o açúcar e os laticínios estão na lista negra, pois exigem demais do sistema digestivo e aceleram a perda de nutrientes importantes.

– Industrializados que contêm grandes quantidades de aditivos químicos (corantes, aromatizantes, acidulantes) prejudicam o sistema imunológico e privam o organismo de vitaminas e minerais. Alimentos ricos em açúcares também não devem ser consumidos, já que não fornecem nutrientes e aceleram a eliminação de vitaminas – explica.

Também é importante evitar o excesso de gorduras, principalmente a trans e a hidrogenada. Doces aceleram a perda de magnésio e de zinco, dois minerais essenciais para a boa saúde, e diminuem a absorção de outras substâncias benéficas ao organismo.

– Para quem vive se resfriando, o consumo de leites e derivados dever ser moderado, já que apresentam um tipo de proteína de difícil digestão que cria uma resposta inflamatória do organismo, piorando quadros de rinite, sinusite e asma. No caso da gripe, os laticínios ajudam a formar e a espessar mais ainda o muco naturalmente formado pelo quadro.

Dieta reforçada – Alguns alimentos são mais eficazes do que outros na hora de reforçar o sistema imunológico. Conheça alguns e suas propriedades:

Gengibre: Pode ser usado em conserva na preparação dos pratos ou como chá, todos os dias.

Especiarias: Alecrim, sálvia, orégano, sementes de mostarda e de erva-doce, salsinha, cebolinha e canela em pau possuem compostos fenólicos, substâncias que combatem os radicais livres no organismo.

Goiaba: Rica em vitamina C, é uma arma poderosa contra infecções em geral e nos processos alérgicos.

Melancia: Rica em betacaroteno (pró-vitamina A), em vitaminas do complexo B e C, cálcio, fósforo, ferro. Também tem o carotenóide chamado licopeno e a glutationa, substâncias que protegem o organismo contra os radicais livres.

Maçã: A fruta tem alto teor de vitaminas do complexo B, C e E, potássio e fibras.

Inhame: Fortalece os gânglios linfáticos, que são os postos avançados de defesa do sistema imunológico.

Folhas verdes escuras: Couve, espinafre e similares são ricos em magnésio, vitamina C e cálcio, minerais essenciais para combater antioxidantes.

Fonte: O Globo