Quatro túneis serão construídos no entorno do Centro de Feiras e Eventos do Ceará, na avenida Washington Soares (trecho entre o Shopping Iguatemi até a Universidade de Fortaleza). A obra foi anunciada na tarde desta segunda-feira, 29, pelo secretário de Turismo Bismarck Maia, como solução para o trânsito no local.

Serão construídos três túneis no trecho entre as avenidas Manoel Sales e Washington Soares, ou seja, entre o atual Centro de Convenções e o Centro de Feiras (que será construído onde hoje se localiza a Antiga Academia da Polícia Militar e o restaurante Pasto Pizza) e outro túnel entre a rua Firmino Aguiar e avenida Washington Soares, próximo ao Shopping Salinas. Além dos túneis, os semáforos que ficam em frente ao Centro de Convenções e ao Shopping Salinas serão retirados.

Segundo Maia, o trânsito na área será solucionado antes do início das atividades do Centro de Feiras, previstas para outubro de 2010. A solução apresentada nesta segunda-feira deve ser a definitiva, sendo que, antes desta, já que existiram outras três, que contemplaram a construção de viadutos. De acordo com o secretário, o custo deste projeto deve girar em torno de R$ 300 milhões, cerca de 10 a 15% mais caro que as outras soluções apresentadas.

Entre as vantagens do novo projeto, segundo a secretaria de Turismo, é que as mudanças não irão prejudicar a visão do entorno do Centro de Feiras, a situação do trânsito na Washington Soares será melhorada e não terá desvalorização da região ao redor do Centro de Feiras.

O Relatório de Impacto no Sistema de Tráfego (Rist) do Centro de Feiras já está pronto e será submetida ao aval da Autarquia Municipal de Trânsito (AMC). Quanto à situação dos pedestres, uma solução deve ser apresentada nos próximos 15 dias, segundo Bismarck Maia.

O Centro de Feiras terá estacionamento com capacidade superior a quatro mil vagas. As obras terão início até o fim deste ano e devem ficar prontas em seis meses. Antes disso, em setembro, terá início o processo de licitação. A previsão é que a construtora responsável pela obra seja conhecida já em novembro.Fonte: O POVO Online, com informações do repórter Bruno Balacó