Empreendimentos liderados por investidores portugueses puxaram o aumento da cota de investimentos em mais 15 milhões de euros para projetos no Estado. Consórcio luso-brasileiro lança, em prazo de 24 meses, um conjunto turístico-hoteleiro avaliado em US$ 350 milhões

Empresários portugueses aumentaram em 15 milhões de euros a cota para investimentos no Estado e o maior empreendimento de padrão internacional do grupo é avaliado em US$ 350 milhões. O projeto é desenvolvido pelo Consórcio Luso-Brasileiro Aquiraz Empreendimentos Turísticos SA, composto pelo empresário cearense Ivens Dias Branco e pelos portugueses Ceará Investment Fund, Grupo Hoteleiro Dom Pedro e Solverde.

O conjunto turístico, residencial e hoteleiro, Aquiraz Riviera, está sendo construído na praia de Marambaia, em Aquiraz, a cerca de 25 km de Fortaleza. Segundo os investidores, será o maior empreendimento de sua categoria no Ceará. O prazo de entrega é de 24 meses.

A área total de 285 hectares possui uma área de proteção ambiental de 58 hectares de fauna e flora locais, além de 1.800 metros de frente para o mar. O empreendimento contará com o primeiro campo de golfe do Estado, de 80 hectares, 18 buracos, ocupando 7.322 jardas.

O investimento total é de R$ 9 milhões. “O campo de golfe já está 50% pronto. O Aquiraz Riviera é um dos grandes investimentos turístico-imobiliário do Brasil”, ressalta o diretor de projeto do empreendimento, Jorge Chaskelmann.

Os espaços residenciais já estão disponíveis para a venda. São 325 espaços a partir de mil metros quadrados. Chaskelmann destaca a localização do empreendimento, que fica a 30 minutos de Fortaleza, a segurança e a qualidade de vida proporcionada no local.

Diversificação – O Hotel Dom Pedro Laguna será o primeiro empreendimento hoteleiro do complexo e tem previsão de abertura em dezembro de 2010. Além do hotel de 68 quartos e 90 suítes, a primeira fase compreende ainda a instalação de infraestrutura, com implantação de redes de água bruta e tratada, esgoto, sistemas de irrigação, redes elétrica e de telecomunicações. “Toda esta estrutura estará pronta em junho de 2011”, antecipou Chaskelmann.

O Aquiraz Riviera deve gerar 4,5 mil empregos diretos, sendo 1,7 mil no setor hoteleiro e 2,8 mil nos setores de golfe, residências turísticas, serviços e comércio. A estimativa de empregos indiretos em atividades relacionadas com o empreendimento chega a 5 mil.

Fonte: O Povo Online

Anúncios