O presidente sudanês Omar el-Beshir, que tem o projeto de transformar seu país em líder dos biocombustíveis, inaugurou nesta quarta-feira, 10, uma fábrica de produção de etanol a base de cana-de-açúcar, construída pelo grupo brasileiro Dedini.

A fábrica do grupo Kenana, no estado do Nilo Branco (250 quilômetros ao sul de Cartum), pretende produzir 65 milhões de litros de etanol este ano e aumentar a produção a 200 milhões de litros em dois anos.

O grupo Kenana, que pertence ao governo sudanês e a fundos árabes, já produz açúcar a partir de cana-de-açúcar.

A nova fábrica foi construída pelo grupo brasileiro Dedini. O Brasil é o segundo maior produtor mundial de etanol, atrás dos Estados Unidos, mas é o primeiro exportador. O etanol brasileiro é elaborado principalmente a partir da cana-de-açúcar, enquanto o americano utiliza fundamentalmente milho.

A produção de etanol é mínima na África, um continente com forte potencial agrícola. Um ambicioso projeto de produção de etanol a partir de milho foi iniciado em 2006 na África do Sul, mas se viu afetado pela crise alimentar mundial.

A queda dos preços do petróleo reduziu ainda mais nos últimos meses o atrativo do etanol.

Fonte: AFP