Fortaleza é uma das cidades-sede da Copa 2014, que será realizada no Brasil. Foi o que garantiu o senador Tasso Jereissati (PSDB), ontem à tarde, em Itapipoca, a 125 quilômetros de Fortaleza, durante seminário promovido pelo partido no norte do Estado.

“Fortaleza está dentro (incluída entre as escolhidas pela Fifa). Tenho plena certeza que estamos dentro. Eu garanto”, ressaltou o senador tucano, em entrevista coletiva, ao comentar sobre a expectativa da Capital ser anunciada entre as 12 cidades-sede da Copa, em evento da Fifa que ocorre às 15h30min de amanhã, em Nassau, nas Bahamas.

Apesar da grande proximidade com o presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Ricardo Teixeira, o senador Tasso Jereissati não revelou qual o dirigente da entidade que assegurou a indicação de Fortaleza no maior evento do futebol mundial. “Eu garanto. É certeza absoluta”, insistiu Tasso.

O POVO apurou que, nos últimos meses, o senador tucano conversou com Ricardo Teixeira sobre as chances de Fortaleza ser indicada como cidade-sede. A amizade entre o político cearense e o dirigente da CBF foi exposta durante a Copa do Japão e Coréia do Sul, em 2002, quando Tasso Jereissati, então governador do Ceará, conseguiu duas partidas da seleção no estádio Castelão. Uma antes da estreia do Brasil na competição e a outra na primeira apresentação da e quipe como pentacampeã.

Alguns sites e blogs anteciparam ontem a relação completa das 12 cidades-sede da Copa 2014. Em todas, Fortaleza estava incluída. Como a do colunista esportivo Ancelmo Gois, do O Globo, que aponta ainda Rio de Janeiro, São Paulo, Belo Horizonte, Porto Alegre, Curitiba, Brasília, Cuiabá, Manaus, Salvador, Recife e Natal. Além das 12 prováveis sedes, continuam ainda como cidades candidatas: Rio Branco (AC), Belém (PA), Maceió (AL), Goiânia (GO), Florianópolis (SC) e Campo Grande (MS).

Especula-se ainda que São Paulo sediaria a abertura da Copa, enquanto o Rio de Janeiro ficaria com a decisão.

Evento oficial – O secretário do Esporte do Estado, Ferrúccio Feitosa, disse por meio da sua assessoria de imprensa que não iria se pronunciar sobre a divulgação antecipada do senador Tasso Jereissati. De acordo ainda com a assessoria, Ferrúccio Feitosa prefere aguardar pelo anúncio oficial do presidente da Fifa, Joseph Blatter, e do presidente da CBF, Ricardo Teixeira.

Fonte: Jornal O Povo

Anúncios