O governador Cid Gomes inaugura nesta sexta-feira (29), às 9 horas, a emergência e a nova unidade do Hospital Geral de Fortaleza (HGF). O novo hospital permitirá  o aumento no número de atendimentos. As consultas saltarão de 12.200 para 30 mil por mês, o que representa um aumento de 146%. Quanto as cirurgias de médio e grande porte tenha um acréscimo de 150% (dos atuais 520 para 1.300 por mês). Já as internações passarão de 920 por mês para 1.508 (64% a mais que o realizado atualmente).  No total, a reforma e modernização da emergência exigiram um investimento de R$ 94,6 milhões, sendo R$ 25 milhões para aquisição de equipamentos exclusivos do Tesouro do Estado. A nova unidade ganhará o nome do médico cardiologista Régis Jucá.

Além de ampliar o número de exames laboratoriais e atendimentos ambulatoriais. O número de leitos da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) também aumentará, passando de 61 para 118. Vinte leitos serão exclusivamente para pacientes com Acidente Vascular Cerebral (AVC), a doença que mais mata no Ceará e no País. Quanto as salas de cirurgias, elas aumentam de 11 para 21, sendo quatro delas definidas inteligentes, porque todo o controle é feito através de comando de voz e controle remoto. Na tela de comandos da sala cirúrgica inteligente, com um toque, por exemplo, é possível estabelecer comunicação entre as salas cirúrgicas entre hospitais, instituições de pesquisa e de ensino de qualquer lugar do mundo. Esse intercâmbio científico, com imagens ao vivo, contribui para o avanço da medicina  e de pesquisas acadêmicas, diminuindo ainda o risco de infecções.

A ampliação do HGF irá ainda se estender para a terceira etapa, que já está em licitação. Nessa etapa serão investidos mais R$15,4 milhões, que  inclui a reforma e ampliação das áreas de hemodiálise, emergência obstétrica, farmácia e nutrição.

Assessoria de Imprensa da Sesa: Selma Oliveira ( 3101.5220)

Fonte: Antônio Viana Online

Anúncios