Barragem Algodões 1 se rompeu e alagou Cocal da Estação (PI); pelo menos uma pessoa morreu e outras cem estão desaparecidas
Barragem Algodões 1 se rompeu e alagou Cocal da Estação (PI)

Uma menina de 12 anos morreu e ao menos cem pessoas estão desaparecidas devido ao rompimento das paredes da barragem Algodões 1, na cidade de Cocal da Estação, no norte do Piauí. A informação foi divulgada no início da tarde desta quinta-feira pelo governo do Estado, que disse ainda que pelo menos 2.500 pessoas estão desabrigadas na cidade.

A barragem Algodões 1 se rompeu na tarde desta quarta-feira (27) e alagou a cidade de Cocal da Estação (PI). O rombo de 50 metros se abriu por volta das 16h de ontem, liberando as águas do rio Pirangi, que abastece a barragem. Chuvas fortes que atingem o Ceará –onde está localizada a nascente do curso d’água– aumentaram o nível da barragem.

De acordo com informações do Corpo de Bombeiros, Francisca Maria Pereira, 12, morava com a família às margens do rio Pirangi.

Equipes do Corpo de Bombeiros, da Defesa Civil e da Secretaria de Saúde participam do resgate às vítimas na cidade. Cinco helicópteros auxiliam nas buscas por desabrigados. Em algumas regiões, famílias inteiras estão ilhadas.

Segundo informações do governo do Estado, em algumas regiões a água atingiu 20 metros de altura, cobrindo por completo residências. As águas do rio alagaram uma área de 50 km quadrados.

Desde as 20h de ontem, o fornecimento de eletricidade está cortado na cidade –que tem 26.200 habitantes. Segundo o governo, isso ocorre para evitar acidentes, já que dezenas de postes de energia foram levados pelas águas.

Além do município de Cocal, os bombeiros buscam por vítimas também na cidade de Buriti dos Lopes. O governador Wellington Dias determinou que sejam feitos sobrevoos ao longo de toda a extensão do Pirangi, entre a barragem Algodões I e o município de Buriti dos Lopes, onde o rio deságua no Parnaíba.

Risco – O risco iminente de rompimento da barragem obrigou cerca de 2.600 famílias a deixarem suas casas, ontem, em Cocal da Estação e Buriti dos Lopes (PI).

Por medida de segurança, a Defesa Civil e o Corpo de Bombeiros retiraram as famílias residentes numa área de 10 km nas proximidades da barragem. Mesmo assim, muitos habitantes permaneceram em suas residências e foram afetados pelo alagamento.

Em todo o Estado do Piauí, há 93.865 pessoas fora de suas moradias por causa das fortes chuvas que atingem o Norte e o Nordeste do país.

Fonte: Folha Online

Anúncios