A partir de agosto, a Justiça Eleitoral do Ceará começa a implantar no Estado o Programa de Identificação Biométrica do Eleitor, coordenado nacionalmente pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Pacoti, Forquilha, Guaramiranga, Alcântaras, Meruoca, Sobral e Groaíras serão os primeiros municípios cujos eleitores serão recadastrados através das informações biométricas.

Utilizando o chamado “kit bio”, a Justiça Eleitoral vai colher e arquivar foto e impressões digitais de todos os eleitores de cada município. O kit bio é composto por câmera digital, computador e scanner para leitura de impressões digitais e está sendo enviado aos estados pelo TSE.

O objetivo do TSE é fazer o cadastro das informações biométricas de todos os brasileiro até 2018. Nas eleições 2010, 3% do eleitorado cearense que passou pelo cadastro biométrico já vai votar utilizando o método de identificação.

Ontem, juízes eleitorais e chefes de cartórios se reuniram para debater o assunto. O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) também decidiu recadastrar os eleitores em todos os municípios em que o índice de eleitores é igual ou superior a 80% da população.

Fonte: O Povo