O procurador regional eleitoral Alessander Sales anunciou, nesta segunda-feira, que vai mandar apurar denúncias veiculadas no jornal O POVO, no último domingo, e que dizem respeito a um aproveitamento “político” de apoio a atingidos pelas enchentes, por parte de alguns parlamentares.

“Nós vamos tomar providências junto ao TRE contra a propaganda indevida nesse período das enchentes”, disse o procurador, citando como exemplo a ser apurado o caso de uma canoa utilizada para transportar atingidos pelas cheias no município de Morada Nova e que traz o nome do deputado federal Eugênio Rabelo (PP) pintado no casco.

A canoa atravessa o rio Banbuiú umas 20 vezes ao dia, levando e trazendo uma média de 15 pessoas por vez. São moradores das comunidades que ficaram ilhadas com a cheia do rios Jaburu, Gracimões e Rebolada, que precisam de barco para irem à localidade de Poço da Onça, em Russas (62 km de Fortaleza).

Na matéria do  O POVO, o agricultor José Vandemberg da Costa Oliveira, presidente da Associação Clube de Mães Poço da Onça, assumiu a responsabilidade pela pintura da canoa. O deputado federal Eugênio Rabelo negou que seja responsável pela prática, mas não escondeu ter gostado de ser, como frisou, reconhecido.

Fonte: Blog do Eliomar

Anúncios