RIO – A extensa agenda que a ministra Dilma Rousseff cumpriria em Fortaleza na quinta-feira acaba de ser cancelada pelo cerimonial da Casa Civil. A ministra está internada no Hospital Sírio Libanês, em São Paulo, por causa de fortes dores na perna sentida na terça-feira. O diagnóstico é de uma miopatia, consequência do tratamento quimioterápico que faz para combater um câncer.

Dilma desembarcaria na capital cearense pela manhã e começaria o dia comandado uma reunião do balanço de 54 das mais de cem obras do PAC em andamento no estado. No início da tarde, ela concederia uma entrevista coletiva. Em seguida, Dilma participaria da assinatura de um entendimento para a instalação da Siderúrgica Cearense, um projeto que terá como parceiros a Vale e a coreana Dongkuk.

Antes desse evento – também adiado – a ministra seria o centro das atenções de um almoço no Palácio de Iracema com o governador Cid Gomes (PSB), investidores da futura siderúrgica e alguns ministros como Geddel Vieira Lima (Integração Nacional), Márcio Fortes (Cidades) e Alfredo Nascimento (Transportes).

Fonte: O Globo

Anúncios