O DEMO, o Pepeesse e o Pessedebê tem razão em criticar a proposta do governo federal de tributar a poupança. Infelizmente, eles o fazem pelos motivos errados. O problema é que nem a oposição nem o governo não notaram que o problema não é que a poupança seja um refúgio da poupança popular nem que se queira confiscar a poupança. O problema não é que o limite de cinquenta mil exclua ou não populares. Há outros problemas: muitas pessoas usam a poupança para abrir pequenos negócios e cinquenta mil não cobrem os custos, por exemplo, de um Franz Cafe ou um curso de línguas da vida. E criar no Brasil um mais sistema com regras complicadas não me parece inteligente.

No mais, juro que pensei que houvesse um instrumento para desincentivar o uso da poupança como investimento, que é a taxa de juros. Felizes os banqueiros, que viveriam no melhor dos mundos, cobrando juros altos dos empréstimos e vendo seus investidores maiores sendo forçados a aderir a fundos de investimentos, entre outros….

Fonte:http://www.andrekenji.com.br/weblog/

Anúncios