Comissária europeia Dalia Grybauskaitè (foto) venceu com 68,17% dos votos. Candidata independente de 53 anos ganhou fama de ‘linha dura’.

A comissária europeia e ex-ministra das Finanças Dalia Grybauskaitè ganhou as eleições presidenciais na Lituânia no primeiro turno com 68,17% dos votos, a maior percentagem de votação em uma eleição à chefia do Estado no país, informou nesta segunda-feira (18) a Comissão Eleitoral Central.

Segundo dados preliminares e após a apuração de todas as cédulas, pela candidata independente e comissária europeia votaram um total de 946.976 pessoas, com uma participação de 51,67%.

Grybauskaitè, de 53 anos, concorreu como candidata independente, ganhando popularidade como líder linha-dura em contraste com os principais partidos, cujo prestígio foi abalado pela crise econômica e por acusações anteriores de corrupção.

“Nosso cenário político local é tão chato para as pessoas que elas querem ver algumas caras novas… Em tempos difíceis eu posso dar minha experiência, meu conhecimento para o país,” disse a candidata a jornalistas após votar na capital, Vilnia, no domingo.

É a segunda vez desde a independência da Lituânia, em 1991, que o presidente é eleito já no primeiro turno, como ocorreu no pleito de 1993, nos quais ganhou Algirdas Brazauskas.

Para vencer no primeiro turno, um candidato deve obter mais da metade dos votos emitidos, sempre que a participação supere 50% do censo.

Nas eleições de ontem, o líder social-democrata, Algirdas Butkevicius, obteve 11,7% dos sufrágios, seguido do candidato da legenda Ordem e Justiça, Valentinas Mazuronis, com 6,09%.

Fonte: Portal G1