Pela primeira vez o Brasil emplacou uma marca entre as 100 mais valiosas do mundo. De acordo com a pesquisa Brand Z, realizada pela Millward Brown, o Bradesco ficou em 98º posição, com valor de marca de US$ 6,565 bilhões.

O Google lidera o ranking, com valor estimado em US$ 100.039 bilhões. Em segundo lugar aparece a Microsoft, (US$ 76,249 bilhões), seguida pela Coca-Cola, com US$ 67,625 bilhões. Os países do chamado Bric (Brasil, Rússia, Índia e China) cresceram na lista e agora emplacam oito marcas no total.

“O fato desses países concentrarem uma população grande e as fábricas de aparelhos e acessórios de celular colaboram para o engajamento dos consumidores com telefonia, além dos bancos terem uma presença de marca muito forte. É um ponto comum desses países”, observou Eileen Campbell, ceo global da Millward Brown.

O valor representado pelas 100 marcas chega a 1,95 trilhão de dólares (com um crescimento marginal de 1,7 ponto percentual). Google é a número um com um valor de 100 bilhões de dólares, Microsoft é a número dois com 76,2 bilhões de dólares e a Coca-Cola se classifica como uma das 3 primeiras do ranking pela primeira vez, com US$ 67,6 bilhões.

O BrandZ ranking das 100 marcas identifica o valor financeiro das marcas. Combina dados financeiros com resultados de pesquisa Brandz, o maior estudo de brand equity do mundo feito junto a consumidores e representantes de negócios.

Veja os 10 primeiros da lista:

1º Google US$ 100,039 bilhões
2º Microsoft US$ 76,249 bilhões
3º Coca-Cola US$ 67,625 bilhões
4º IBM US$ 66,622 bilhões
5º McDonald’s US$ 66,575 bilhões
6º Apple US$ 63,113 bilhões
7º China Mobile US$ 61,283 bilhões
8º GE (General Eletrics) US$ 59,793 bilhões
9º Vodafone US$ 53,727 bilhões
10º Marlboro US$ 49,460 bilhões

Fonte: http://www.adnews.com.br/