O Ceará é o estado com maior representação na lista dos deputados federais que mais usaram a cota de passagens da Câmara dos Deputados para viagens ao Exterior. Entre os principais destinos, cidades turísticas como Miami, Paris e Nova York

Na farra das passagens aéreas pagas pela Câmara dos Deputados, cinco parlamentares cearenses estão entre os que mais utilizaram a cota para fazer ou dar de presente viagens ao Exterior. Levantamento realizado pelo portal Congresso em Foco mostra que o Ceará é o estado com maior número de deputados na lista dos campeões de viagens internacionais. Além dos cinco cearenses, apenas outros 13 deputados, de todos os estados brasileiros, usaram o dinheiro da Câmara dos Deputados para custear 20 viagens internacionais ou mais.

Dois dos cearenses ainda dividem a segunda colocação no ranking dos que mais viajaram ou liberaram viagens a terceiros: Léo Alcântara e Marcelo Teixeira, ambos do PR, com 35 voos internacionais cada. Eles ficaram atrás apenas do deputado Dagoberto Nogueira (PDT), do Mato Grosso do Sul. O balanço identificou passeios no período de 2007 a 2008.

Os principais destinos das viagens na cota dos cearenses foram Miami – 45 viagens – e Paris – 42. Em seguida, aparecem Nova York – 18 voos -e Madri – 16.

A maioria das passagens creditadas na cota de Léo Alcântara foi utilizada por ele e por familiares, como a esposa, Ane Alcântara, e os filhos Lucas e Lúcio Neto. O destino favorito? A turística Miami. Com o mesmo número de voos, aparece o colega de partido, Marcelo Teixeira. A diferença é que, de acordo com o levantamento, apenas quatro dos 35 voos registrados em seu nome foram desfrutados por ele.

Ainda pelo levantamento do Congresso em Foco, os deputados Anibal Gomes (PMDB), Eugênio Rabelo (PP) e Paulo Henrique Lustosa (PMDB) têm 24 viagens, cada. Entretanto, o nome dos dois primeiros não constam em nenhum dos voos – outras pessoas usufruíram. Já na lista atribuída a Paulo Henrique Lustosa, apenas uma viagem foi feita por ele próprio, tendo como destino a capital da Argentina, Buenos Aires.

Na cota de Aníbal Gomes, foram contabilizadas duas passagens, de ida e volta, com destino a Paris, já no dia seguinte à posse do deputado no atual mandato, em 1º de fevereiro de 2007.

O POVO tentou contato ontem com os cinco deputados cearenses, das 15 às 18h30min de ontem. No gabinete de Aníbal Gomes, uma funcionária, chamada Ana, atendeu e disse que seria “difícil encontrar” o parlamentar, mas anotou os telefones para retorno, caso o deputado entrasse em contato. O deputado Léo Alcântara não atendeu aos celulares. Em seu gabinete em Brasília, ninguém também atendeu às ligações. Da mesma forma, nos gabinetes de Paulo Henrique Lustosa e Eugênio Rabelo, ninguém atendeu às chamadas. No contato com o gabinete do deputado Marcelo Teixeira, foi deixado recado com uma funcionária. Os dois celulares disponíveis do deputado estavam desligados. Ao Congresso em Foco, Eugênio Rabelo prometeu providências, alegando não reconhecer nenhuma das viagens. “Ele não deu essas viagens para ninguém e não viajou”, declarou a assessoria de Rabelo ao portal.

Fonte: O Povo
Anúncios