Para o Santander, a incorporação do Banco Real representa uma etapa fundamental do processo de reestruturação societária das empresas integrantes do grupo espanhol no Brasil

O Banco Santander Brasil informou, em comunicado, que celebrou na terça-feira, 14, instrumento para incorporação do Banco Real, o qual será submetido à apreciação dos respectivos acionistas nas Assembleias Gerais Extraordinárias (AGE) das companhias a serem realizadas no dia 30 de abril deste ano.

O objetivo da medida, segundo o banco, é consolidar os investimentos do conglomerado econômico e financeiro Santander no País, com o fortalecimento da sua estrutura operacional e organizacional e a unificação das suas atividades.

Para o Santander, a incorporação do Banco Real representa uma etapa fundamental do processo de reestruturação societária das empresas integrantes do grupo espanhol no Brasil e, uma vez aprovada, permitirá a conclusão do plano de integrações operacional, administrativa e tecnológica que vem sendo implementado desde a aquisição do controle do Banco Real, em julho do ano passado, e a incorporação das ações de emissão do Banco Real pelo Santander, em agosto de 2008.

Ainda segundo o Santander, a incorporação permitirá ainda a integração dos negócios e atividades bancárias em uma única instituição financeira para todos os fins comerciais, financeiros e jurídicos; além da redução de custos administrativos e a racionalização e simplificação da estrutura societária do Grupo Santander Brasil.

No processo, o Banco Santander receberá, pelo seu valor contábil, a totalidade dos bens, direitos e obrigações do Banco Real, apurado em laudo de avaliação elaborado por empresa especializada, com base no balanço patrimonial auditado do Banco Real no fim do primeiro trimestre deste ano. Uma vez aprovada a incorporação, o Banco Real será extinto e sucedido pelo Banco Santander em todos os seus direitos e obrigações.

Fonte: Agência Estado