O vencedor da licitação deverá entregar a primeira unidade até setembro de 2010.

Até o próximo dia 15 de abril será divulgado o edital para a aquisição de dez trens de unidades elétricas (TUEs) para o Metrô de Fortaleza. Na semana passada, uma comitiva do Ceará formada pelo governador Cid Gomes; pelo secretário da infraestrutura, Adail Fontenele, e pelo presidente do Metrofor, Rômulo Fortes, conheceu na Itália e na República Tcheca indústrias fornecedoras de trens para metrôs que exportam para toda Europa, Estados Unidos e Canadá. A finalidade da visita foi conhecer a tecnologia empregada na Europa e saber sobre a possibilidade de adequá-la ao Metrô de Fortaleza na compra de mais 10 TUEs. A empresa vencedora da licitação deverá entregar a primeira unidade até setembro de 2010 e as demais a cada mês subsequente.

A necessidade da aquisição de mais 10 trens – além dos outros dez já licitados – veio da demanda de passageiros. Na época que foi concebido o projeto original, há mais de dez anos, cerca de 180 mil pessoas utilizam diariamente o trem de Maracanaú para o Centro de Fortaleza. Atualmente, essa demanda chega a 350 mil pessoas e a previsão para 2014 é que esse número chegue a 675 mil passageiros por dia. “Cada trem transporta mil pessoas por dia. Os dez trens já adquiridos tem  capacidade para 180 mil pessoas, caso consideremos que o funcionamento seja das 5 horas às 23 horas. Para satisfazer a demanda, temos que dobrar o número de trens para atender 350 mil passageiros”, explica Rômulo Fortes.

Essa é a segunda vez que será realizado o processo licitatório para a compra de mais dez TUEs. O primeiro processo aconteceu em janeiro deste ano, mas o processo acabou deserto. O secretário Adail Fontenele considera que os ajustes feitos no novo edital e os contatos feitos com empresas vão atrair  os participantes. “O primeiro edital foi feito em agosto do ano passado, antes da crise econômica e quando o dólar era cotado a R$ 1,80. Quando a licitação aconteceu em janeiro deste ano, o dólar ultrapassava R$ 2,40, o que gerou uma defasagem entre o preço do edital e o preço de mercado”, disse Fontenele.

O preço dos novos trens ainda não está definido, mas, de acordo com Rômulo Fortes, deverá ficar abaixo da média dos adquiridos nos últimos oito meses em vários estados brasileiros, que foi de R$ 250 milhões. Os trens serão utilizados  na Linha Sul, que liga a estação João Felipe (no Centro) à estação Vila das Flores, em Maracanaú. A previsão é que o Metrô de Fortaleza seja inaugurado até o fim de 2010.

Fonte: http://www.antonioviana.com.br/

Anúncios