O mais engraçado ainda é ver vários petistas, alvos principais dos seus ataques chulos e grosseiros, assistirem de camarote o naufrágio do blogueiro da direita, com direito a enviarem mensagens de solidariedade…

– por André Lux, jornalista sem credibilidade (http://tudo-em-cima.blogspot.com/)

Caiu a casa para mais um pena de aluguel da direita tupiniquim. Ricardo Noblat, que usava suas “notícias” e seu poder de penetração no Congresso como moeda de troca para chantagear políticos e ficar sempre em evidência (ganhou até um empreguinho na rede Globo assim), acabou de perder a tão almejada “credibilidade” que todo jornalista que finge ser sério precisa ter para poder atacar os inimigos de seus patrões livremente. Vítima de denúncias sérias (clique aqui para saber quais são elas), Noblat não conseguiu se explicar de maneira convincente e perdeu sua suposta “credibilidade”. Note bem: credibilidade uma vez perdida nunca mais se recupera. Lembro até de um diálogo do filme “O Informante”, quando o jornalista feito por Christopher Plummer é pego de calças curtas traindo seu produtor para agradar a indústria do tabaco. Ao que seu chefe diz: “Ah, grande coisa! Isso vai durar quanto, 15 minutos?”. E o jornalista, constrangido, responde: “Não, 15 minutos é quanto dura a fama. Já a infâmia dura muito mais…”

 

Agora que o barco está afundando, Noblat entrou em desespero e, de arrogante dono da verdade, passou para o papel de coitadinho e vítima, inclusive mendigando depoimentos de políticos e “celebridades” (como Paulo Coelho!) para demonstrar o quanto ele é legal e seu blog importante! O mais engraçado ainda é ver vários petistas, alvos principais dos seus ataques chulos e grosseiros, assistirem de camarote o naufrágio do blogueiro da direita, com direito a enviarem mensagens de solidariedade… Chega a ser hilariante! Pena que algumas pessoas, como meu amigo Eduardo Guimarães, não percebem essa realidade e acham ruim que os petistas ofereçam a “outra face” ao blogueiro-Titanic nos momentos de seus últimos suspiros… Bem que dizem: “Em terra de cego, quem tem um olho o pessoal acha que é louco!”.  

Fonte: Desabafo País

Anúncios