Luiz Carlos Trabuco
Luiz Carlos Trabuco

São Paulo – O paulista Luiz Carlos Trabuco Cappi, de 57 anos, tornou-se oficialmente ontem o quarto presidente da história do Bradesco. Trabuco, como é conhecido, assumiu o comando da instituição sob aplausos de acionistas e discursos elogiosos do ex-presidente Márcio Cypriano e do presidente do Conselho de Administração e também ex-presidente executivo, Lázaro de Mello Brandão. “Vou dar continuidade ao trabalho do Cypriano, mas com consciência da responsabilidade dos desafios da atualidade”, afirmou Trabuco, que está no banco há 40 anos.

Entre os desafios do executivo está a recuperação da liderança no ranking nacional de bancos privados, perdida, após 47 anos, com a fusão entre Itaú e Unibanco, em novembro do ano passado. Segundo Trabuco, porém, essa não será uma obsessão em sua gestão. “A liderança em si não é prioridade. Vamos fazer um trabalho melhor nas cidades em que estamos presentes e continuar com os planos que já estavam em execução.” A instituição também não planeja expandir suas operações para o exterior, a exemplo de seu maior concorrente privado.

No discurso de apresentação aos acionistas, o executivo afirmou ainda que “senso de urgência” será uma das palavras-chave na sua administração, e reafirmou o caráter de continuidade de sua gestão. Para Trabuco, a desaceleração da economia brasileira, que ganhou novos contornos com a divulgação ontem da queda de 3,6% do Produto Interno Bruto (PIB) no quarto trimestre, não vai atrapalhar a estratégia de crescimento do banco. “Nossa grande aposta é o mercado interno”, disse.

O executivo espera atender parte das 100 milhões de pessoas que devem ascender socialmente nos próximos 10 a 20 anos, indicando que a área de varejo continuará sendo a principal alavanca para o crescimento do banco. Além disso, o novo presidente do Bradesco aposta na expansão do crédito, mesmo com a crise.

Fonte: Jornal O Estado de S. Paulo

Anúncios