A determinação do Ministério Público estadual e do governo tucano de Yeda Crusius em fechar as escolas itinerantes em acampamentos mantidos pelo MST é, na avaliação do movimento, apenas a ponta de um iceberg que acumula sob a margem toda uma rede de ações que criminalizam e até tentam “dissolver” o Movimento. O Rio Grande do Sul foi o primeiro estado do Brasil a reconhecer e regulamentar as Escolas Itinerantes, através de parecer do Conselho estadual de Educação, em 1996.

Fonte:  Carta Maior

Anúncios