O deputado Cirilo Pimenta (PSDB) subiu à tribuna da Assembléia Legislativa ontem (12/02) para se defender da denúncia do Ministério Público Estadual de desvio de dinheiro público. Conforme O POVO mostrou hoje, Cirilo – ex-prefeito de Quixeramobim – e o atual gestor da cidade, Edmílson Júnior (PMDB), tiveram os bens bloqueados sob a acusação de não repassar os valores descontados dos servidores da Câmara Municipal e da Prefeitura ao Instituto Nacional de Seguridade Social. O fato foi negado pelo parlamentar, que recebeu a “solidariedade” de alguns colegas em plenário.

“Seus adversários podem lhe chamar de magro, de feio, mas não podem lhe chamar de desonesto”, declarou o deputado Luiz Pontes (PSDB). Ele interpretou como um elogio.

A foto, do banco de imagens da Assembléia, registrou o momento em que Cirilo se pronunciava da tribuna.

Fonte: http://blog.opovo.com.br/politica/