SAFRAS (26) – O Banco do Brasil (BB) enviou comunicado ao mercado em que informa que revisou os cálculos de seus ativos e passivos atuariais com base na Deliberação 371/01 da Comissão de Valores Mobiliários (CVM). A revisão trará ganhos de R$ 2,520 bilhões em seu lucro líquido referente ao quarto trimestre de 2008.

A companhia terá impacto positivo de R$ 5,326 bilhões em seu balanço por conta de contabilização de parte dos ganhos atuariais não reconhecidos no Plano de Aposentadoria e Pensão. O banco também anunciou a contabilização de perdas atuariais não reconhecidas referente ao plano de assistência à saúde, no valor de R$ 1,259 bilhão e efeitos fiscais negativos de R$ 1,546 bilhão.

Também revisou os modelos estatísticos de perda esperada de crédito de suas carteiras, com a contabilização de R$ 1,7 bilhão de despesa de provisão adicional, antes de impostos no quarto trimestre de 2008. Os critérios foram estabelecidos pela resolução 2.682/99.

O Banco também anunciou que em função da revisão realizada, deixará de contabilizar, em 2009, despesas de amortização de ativos atuariais vinculados ao plano de aposentadoria e pensão, bem como relacionadas a perdas atuariais de plano de assistência à saúde, que, em 2008, representaram cerca de R$ 440 milhões antes de imposto.

Fonte: Ultimo Segundo