BELÉM (PA) – Artes plásticas, artes cênicas, cinema, cortejos e festas, música, leituras e poesias, oficinas e vivências político-culturais em mais de 300 opções. Essas são as pedidas da programação artística do Fórum Social Mundial 2009, que ocorrerá em Belém entre os dias 27 de janeiro e 1º de fevereiro. Do total de 2.340 atividades autogestionadas inscritas no evento, cerca de 300 são de cunho cultural. De acordo com o comitê organizador do Fórum, 162 programações já foram confirmadas e agendadas, prevendo atrair um público de mais de 80 mil pessoas.

A programação de artes cênicas vai apresentar espetáculos do Pará, de São Paulo, do Rio de Janeiro, do Maranhão, do Rio Grande do Sul, do Piauí, de Brasília, da Venezuela, da Colômbia,  da Índia e dos Estados Unidos. As performances ocorrerão a partir do dia 28, iniciando-se às 19h com o espetáculo paraense “Acauã, um conto amazônico”. Em seguida, haverá a apresentação dos espetáculos das companhias visitantes, que devem utilizar como palco os espaços livres da Universidade Federal do Pará (UFPA) e Universidade Federal da Amazônia (UFRA).

As atividades cortejos de boi também se farão ao ar livre nas ruas das instituições. No dia 28, por exemplo, irá se apresentar o grupo de Manifestação Folclórica Boi Faceiro, de São Caetano de Odivelas do Pará, que sairá às 17h da concentração no Restaurante Universitário da UFPA e seguirá pela beira do rio Guamá até o complexo Vadião. A programação de celebrações de rua prossegue até o dia 31 de janeiro, com apresentação de grupos do interior do Pará, como a Marujada dos Timbiras, do município de Capanema e de demais cidades brasileiras, como o bloco “Doido é doido”, de João Pessoa e o desterro “Boi de mamão raiz”, de Santa Catarina.

Destaque também se dá à programação de audiovisual. O cinema da UFRA exibirá no primeiro dia de programação (28), dentre outros títulos, o documentário do cineasta americano Daniel Junge “Eles Mataram Irmã Dorothy”, longa metragem que denuncia a impunidade na Amazônia e analisa o julgamento dos assassinos da missionária Dorothy Stang. As sessões ocorrerão até o último dia do período do Fórum nos turnos manhã, tarde e noite, entre 8h e 22h.

Dentre as atrações musicais que animarão as noites do evento, estão as paraenses Os Curupiras, Cantos e Desencantos da Transxingu, Ervas da Floresta, Arvorear, Brasil de Todas as Raças, Mestre Ginja e Coletivo da Terra, Banda Nego, Trio Manari, Zueira de Fumanchú, Bafafá do Pará e La Pupuña. As bandas visitantes são Terroristas da Palabra, de Goiânia (GO); Tonami Dub e Maracatu Vigna Vulgares, de Olinda (PE); Los Parias, de Bogotá (Colômbia); Choke, de Curitiba (PR); Planta, de Niterói (RJ); Trégua, de Población Del Paují (Venezuela); Projeto Pau e Lata, de Natal (RN); Terra Viva, de Santo André (SP); Arte na Lata e Dj Roger Flex, do Rio (RJ); La Gran Fiesta, de NewBurgh (US) e outras. As apresentações ocorrerão entre os dias 28 de janeiro e 01 de fevereiro, a partir das 19h, nos palcos armados na UFRA e UFPA. 

Matéria completa: http://www.diariodopara.com.br/noticiafull.php?idnot=26225

Anúncios