O presidente Luiz Inácio Lula da Silva vai sancionar nesta segunda-feira (29) a lei que prevê a criação de 38 institutos federais de educação, ciência e tecnologia no país. Presentes em todos os estados brasileiros, esses centros de estudo vão aumentar a quantidade de vagas em cursos de nível técnico, nas licenciaturas e em cursos superiores de tecnologia.

Segundo a Setec (Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica), a mudança faz parte da reestruturação da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica e vai agrupar os Cefets (Centros Federais de Educação Tecnológica), Escolas Agrotécnicas Federais e escolas técnicas vinculadas a universidades aos novos institutos federais de educação.

No início, os institutos federais terão 168 campi espalhados pelo Brasil, mas a meta é alcançar 311 até 2010. No mesmo período, a quantidade de vagas deve saltar de 215 mil para 500 mil. Veja aqui como ficará a distribuição pelo Brasil e de acordo com cada estado.

Do total de oportunidades, metade se destina ao ensino médio integrado ao profissional (cursos técnicos), 30% para engenharias e bacharelados tecnológicos e outros 20% para licenciatura em ciências da natureza (física, química, matemática e biologia), áreas nas quais o Brasil carece de professores.

A principal meta dos institutos federais é estimular o desenvolvimento de soluções técnicas e tecnológicas destinadas à comunidade. Para isso, terão autonomia para criar e fechar cursos e registrar diplomas. A proposta orçamentária anual é definida pelo governo federal para cada campus.

Fonte: http://www.abril.com.br/

Anúncios