avenida Champs-Élysées, Paris/Fr
avenida Champs-Élysées, Paris/Fr

A revista Forbes elegeu as dez ruas com endereços mais caros do mundo. Nesses centros comerciais, o preço do metro quadrado por ano pode chegar a US$ 19.913, como é o caso da 5ª Avenida, em Nova York. A rua foi eleita a mais cara pela publicação.

Mesmo com todas as atrações que Nova York tem para oferecer, é difícil encontrar grandes multidões em partes da cidade como aquelas que se acumulam na 5ª Avenida, do Central Park ao Bryant Park. Quer seja na Saks, Cartier, Bergdorf Goodman ou na Apple Store, a marca da 5ª Avenue é tão forte para os varejistas quanto o tráfego a pé e a riqueza que vêm junto. Como resultado, as rendas são as mais altas do mundo.

A segunda colocada foi a Causeway Bay, em Hong Kong, na China. O preço por metro quadrado por ano é de US$ 19.203. A cidade é cara. Há uma grande quantidade de dinheiro e quase nenhum espaço sobre a qual construir. O que não impediu que a área comercial fosse a mais valorizada do sudeste da Ásia.

Já a Avenida Madison, em Nova York, foi a terceira colocada, com o valor de US$ 12.917 por ano. A avenida é a segunda localização mais cara na cidade de Nova York. No entanto, ela não parece tão forte quanto 5ª Avenida para o próximo ano. De acordo com Gene Spiegelman, diretor-executivo de serviços a varejo na Cushman & Wakefield, vagas foram preenchidas nos últimos três meses e varejistas estão em busca de tarifas reduzidas.

A avenida Champs-Élysées, em Paris, cobra dos comerciantes US$ 12.206 por ano por metro quadrado. Isso faz dela a quarta rua mais cara do mundo. Poucas ruas em todo o mundo são tão facilmente associada à alta moda. Cada vez mais, as propriedades na avenida são desenvolvidas, se tornando mega-lojas, tais como o showroom Louis Vuitton e as unidades da Virgin Atlantic, que são os maiores do seu segmento na Europa.

Matéria completa: http://br.invertia.com/

Anúncios